Fifa volta a lamentar atrasos com estruturas temporárias

Entidade máxima do futebol se preocupa com problemas operacionais, mas acredita em sucesso do torneio no Brasil

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

Faltando 51 dias para o início da Copa do Mundo, uma das maiores preocupações da Fifa é o atraso da conclusão das estruturas temporárias que precisam ser construídas nos estádios para a receber a mídia, equipamentos operacionais e patrocinadores do Mundial. Durante o evento que deu a largada para a exposição da taça da Copa nas 27 capitais do País, realizado nesta terça-feira, no Maracanã, o diretor de comunicações da entidade que controla o futebol mundial, Walter De Gregório, demonstrou preocupação com a demora da conclusão dessas estruturas.

"Estamos seguros de que terão jogos em todos os estádios. O único problema pode ser o atraso das estruturas temporárias, isso pode criar problema para as pessoas e para a mídia. A situação estaria melhor se tudo estivesse pronto", disse o dirigente.

Contudo, De Gregório mostrou confiança no sucesso do evento. "Cada vez que a Fifa organiza uma Copa do Mundo, dizem que teremos problemas, mas no final é sempre um sucesso", afirmou, aproveitando também para dizer que as dificuldades não são exclusividade do Brasil. "A Alemanha é um país na Europa que todos dizem ser o máximo. Mas ela teve problemas com estádios. Acho que organizar uma Copa do Mundo é um trabalho enorme, o que significa que sempre vai haver problemas", completou.

Em tom mais descontraído, o dirigente, que é italiano, também aproveitou para fazer uma brincadeira com a seleção brasileira. "A taça vai ficar aqui até o dia da final. Agora depende do trabalho do Felipão e da seleção para fazer de tudo para que a taça fique aqui depois da final. Mas vai ser difícil", aposta.

Leia tudo sobre: copa do mundofifaestadiosbrasil2014obras