Grêmio escapa de punição dura e só leva multa por briga

Clube recebeu da Conmebol apenas multa de pouco mais de R$ 33 mil por confusão entre facções tricolores

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

Gremistas têm comparecido em bom número à Arena
Lucas Uebel / Grêmio
Gremistas têm comparecido em bom número à Arena

O Grêmio anunciou nesta terça-feira que recebeu da Conmebol apenas uma multa de US$ 15 mil, pouco mais de R$ 33 mil, por conta da briga entre duas de suas torcidas organizadas na partida contra o Nacional do Uruguai, dia 10, pela última rodada da fase de grupos da Copa Libertadores.

Antes daquela partida, duas torcidas organizadas do clube entraram em confronto nas arquibancadas. Onze torcedores foram punidos pelo Juizado Especial Criminal (Jecrim) com a proibição de entrar em estádios. Outros, menores de idade, foram beneficiados pelo instituto da remissão.

O Grêmio temia por uma pena dura e até o fechamento do estádio. Isso porque, no jogo inaugural da Arena Grêmio, pela fase preliminar da Libertadores do ano passado, quando a grade de proteção da geral desabou, o clube gaúcho recebeu uma punição relativamente branda da Conmebol, que colocou o clube sob judice por dois anos.

"Será fechado o estádio de maneira automática caso aconteça o mesmo ou qualquer outro incidente de similar natureza nos próximos dois anos", anunciou a Conmebol, na ocasião.

Leia tudo sobre: gremioconmeboltorcidaorganizadasmulta