Empresário adere ao caminho de corpo e alma

iG Minas Gerais |

Morei fora do país por 15 anos e viajei muito, inclusive de mochilão. Nesse período fiz algumas viagens que foram de reflexão, de balanço e, por isso, me identifico com esse tipo de caminhada, de busca espiritual, feita normalmente por pessoas que gostam de natureza e são apaixonadas por Nossa Senhora.

Não sou peregrino. Tive contato com os organizadores do Caminho de Aparecida, em 2011. Sou dono de um hotel aqui em Itajubá, e um grupo com mais de 30 pessoas fez uma reserva. Chegaram à noite. Eram famílias, pais, mães, filhos e amigos, todos devotos de Nossa Senhora.

Ainda não sabia do que se tratava, mas logo estava completamente envolvido, ajudando nas necessidades, solucionando problemas mecânicos. Daí surgiu a parceria e me proclamei o embaixador do caminho de Aparecida nas terras da Mantiqueira.

Estou ajudando a organizar a inauguração oficial, coloquei placas por minha conta, descobri caminhos, envolvi as prefeituras, tudo para que o percurso ficasse redondo.

Acho muito bacana, e acredito que eu poderei fazer a peregrinação de bicicleta, mas quero continuar atendendo e dando suporte aos romeiros. Tenho paixão por esse projeto.

Leandro Santos Reis, 34, empresário 

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave