Após erro, Ipea critica falta de dados sobre violência sexual e doméstica

iG Minas Gerais |

São Paulo. O Brasil carece de dados sobre violência doméstica e sexual, afirmou o diretor do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), Daniel Cerqueira. Segundo ele, faltam pesquisas domiciliares com esse foco, o que é difícil de ser feito, já que a maior parte dos casos de violência sexual acontece dentro de casa. Ele ainda defendeu a polêmica pesquisa do Ipea sobre machismo, afirmando que erros são relativamente “comuns” e que o equívoco com os números “não modificou em nada o resultado” e a relevância dos dados.

Pesquisa do Ipea divulgada no fim de março revelou inicialmente que 65% dos brasileiros concordam com a frase “mulheres que usam roupas que mostram o corpo merecem ser atacadas”. Dias depois, o instituto corrigiu o número para 26%. Outro dado da pesquisa – que não foi retificado – mostra que 58,5% dos brasileiros concordam com a seguinte afirmação: “se as mulheres soubessem como se comportar, haveria menos estupros”.

 

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave