Alternativas não garantem rentabilidade

iG Minas Gerais |

7 São Paulo. Com preços e juros subindo, é difícil indicar uma aplicação. “O ideal é fazer um mix, comparando liquidez e rentabilidade”, diz o diretor da Easyinvest Título Corretora, Amerson Magalhães. Mas, caso os preços se mantenham em alta, a tática pode não adiantar. “Não há garantia de bater a inflação mesmo diversificando as aplicações”, diz o administrador de investimentos, Fábio Colombo.

De toda forma, entre as opções à poupança está o Tesouro Direto. Os títulos públicos atrelados à inflação atualmente pagam juro fixo a partir de 6% ao ano mais a variação do IPCA, protegendo o investidor do aumento dos preços. O investimento mínimo corresponde a 10% do valor do título inteiro, hoje, R$ 60. Entre as aplicações que não cobram IR nem taxa de administração, como a poupança, há as Letras de Crédito Imobiliário (LCI) e as Letras de Crédito do Agronegócio (LCA), mas para investir é preciso cerca de R$ 30 mil.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave