Expectativa é que projeto não passe pela presidente

iG Minas Gerais |

A presidente Dilma Rousseff tem até 9 de maio para sancionar a MP 627. A expectativa é que ela vete o artigo 101, que limita o poder de fiscalização da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS). No dia da votação, 15 de abril, o senador Paulo Davim (PV-RN) disse que aprová-lo seria um incentivo para as operadoras de plano de saúde continuarem a descumprir os contratos. “A ANS tem feito um trabalho de moralização da saúde. Aí, adicionaram uma emenda descabida à matéria, que destrói todo esse processo de moralização”, criticou. Já o senador Walter Pinheiro (PT-BA) garantiu que Dilma vetará o teto para as multas, mas ressaltou que a MP foi aprovada porque houve mudanças que aprimoraram a proposta. (QA)

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave