Flamengo e Goiás não saem do zero em jogo fraco

Atuando no Mané Garrincha, equipes protagonizaram jogo fraco tecnicamente diante de pouco mais de 19 mil torcedores

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

Em um jogo fraco tecnicamente, o Flamengo estreou no Campeonato Brasileiro com empate sem gols diante do Goiás. A partida deste domingo foi disputada no estádio Mané Garrincha, em Brasília, que recebeu pouco mais de 19 mil torcedores.

Usando as alas para buscar o campo de ataque, o Flamengo dominou a etapa inicial. Nos primeiros 15 minutos, o time preferiu os avanços pela direita, ora com Léo Moura, ora com Luiz Antônio. Depois disso, a equipe rubro-negra concentrou as jogadas pelo lado esquerdo. Lucas Mugni era quem mais ia à linha de fundo; improvisado na lateral, Everton foi figura apagada.

As inúmeras jogadas de ataque também renderam boas chances de gol. Chicão, aos 22, e Lucas Mugni, aos 25, concluíram com perigo, mas em ambas Renan fez defesas sensacionais, o que o fez sair para o intervalo como o melhor jogador do primeiro tempo.

Na etapa complementar o Goiás conseguiu equilibrar o jogo. O time avançou a marcação e passou a explorar contragolpes, em geral buscando a movimentação do veterano Araújo pelo lado esquerdo. Tiago Real, que entrou na vaga de Rychely, aparecia eventualmente pela direita.

Já o Flamengo seguiu com mais volume de jogo, mas abusou dos erros de passes. Mugni, que havia feito um bom primeiro tempo, voltou desligado para a etapa final e acabou substituído por Mattheus - que demonstrou falta de entrosamento. Os laterais também pararam de ir à linha de fundo, e o time passou praticamente a tentar a ligação direta para Alecsandro, que quando não estava escondido entre os zagueiros, estava em impedimento. O placar final não poderia ser outro que não o 0 a 0.

Leia tudo sobre: flamengogoiásmané garrinchabrasíliaestreiabrasileirão