Pimenta da Veiga diz que boatos vieram da oposição

Ainda de acordo com o candidato do PSDB ao governo de Minas, a oposição tenta, a todo custo, desestabilizar sua candidatura

iG Minas Gerais | Flávia Carneiro |

Explicação. Pimenta da Veiga foi chamado à PF para prestar depoimento sobre dinheiro recebido
DENILTON DIAS / O TEMPO
Explicação. Pimenta da Veiga foi chamado à PF para prestar depoimento sobre dinheiro recebido

O pré-candidato do PSDB ao governo de Minas, Pimenta da Veiga, disse que os boatos de que ele desistiria de disputar as eleições saíram da oposição, que tenta, a todo custo, desestabilizar sua candidatura. Ele afirmou que tem energia suficiente para ir para as ruas dialogar com os eleitores e que isso fará toda a diferença. Sobre seu indiciamento pela Polícia Federal por suspeita de lavagem de dinheiro e envolvimento com o empresário Marcos Valério, o pré-candidato garantiu que tem a convicção de que isso não irá prejudicar sua candidatura, nem a do senador Aécio Neves, pré-candidato do PSDB à Presidência da República.

Pimenta da Veiga afirmou que a sua campanha já conta com o apoio de 18 partidos e que ainda não tem uma definição se o PSB, legenda do prefeito de Belo Horizonte, Márcio Lacerda, irá participar da composição com o PSDB em Minas. O pré-candidato deu as declarações durante o Encontro Estadual da Juventude do PSDB, que reuniu cerca de 200 jovens em um hotel no centro de Belo Horizonte, em pleno domingo de Páscoa.

O evento contou com a presença de deputados estaduais, como os parlamentares Narcio Rodrigues e Rômulo Vieira, do secretário municipal de Lazer, Roberto Tross, que representou o prefeito de Belo Horizonte, Márcio Lacerda, vários militares dos diretórios regionais e da juventude do PSDB, do padre Bruno Rodrigo, além da esposa do pré-candidato tucano ao governo de Minas, Ana Paula e do filho, Pedro Pimenta da Veiga. Durante o evento, foram divulgadas gravações de vídeo demonstrando apoio ao pré-candidato tucano, como a do senador Aécio Neves e a do presidente estadual do PSDB em Minas, Marcus Pestana.

Leia tudo sobre: pimenta da veigacandidaturaoposiçãodesestabilizar