Famílias ocupam terreno após crime

Moradores acamparam em área em que uma mulher foi vítima de tentativa de estupro nessa semana

iG Minas Gerais | José Augusto |

Famílias acamparam em terreno após aumento da violência
Moisés Silva
Famílias acamparam em terreno após aumento da violência

Um terreno que serve de passagem de moradores entre os bairros São João e Petrópolis, em Betim, na região metropolitana, foi ocupado por cerca de 30 famílias. Elas entraram na área em forma de protesto contra o aumento da violência no local.

Segundo um dos moradores, uma mulher foi vítima de tentativa de estupro na quinta-feira, 17. “Devido ao mato muito alto no local e ninguém aparecer para limpar, a violência aumentou. Várias pessoas passam por aqui, e uma moradora da região quase foi estuprada essa semana. O criminoso a abordou e foi com ela para dentro do matagal. O pessoal correu atrás dele, mas não conseguiu pegá-lo”, disse.

Ainda segundo ele, a ocupação vai continuar. “Já fizemos vários pedidos para que a área fosse limpa, mas não fomos atendidos. Então, algumas famílias decidiram ocupar o local desde a última sexta-feira. Limpamos a trilha, separamos a rua e cercamos o terreno. Alguma coisa tinha que ser feita porque a violência aqui só aumenta, está assustando todo mundo e nenhuma ação é feita”, afirmou.

A maioria das família que ocupou o terreno mora de aluguel.

Em nota, a Prefeitura de Betim, através da Defesa Civil, informou que “não recebeu nenhuma notificação sobre invasões na região do bairro São João e Petrópolis, mas vai entrar em contato com a Polícia Militar para se inteirar da ocorrência e tomar as providências cabíveis para a solução do problema”.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave