Prefeituras celebram equipes completas

iG Minas Gerais |

Nos municípios, embora reconheçam que muito ainda precisa ser feito para ofertar um bom serviço de saúde à população, gestores também aprovam o programa Mais Médicos.

“Sabará estava em um patamar trágico em termos de saúde. Mas as coisas têm melhorado”, afirma a gerente do posto de saúde Vilas Reunidas, Fabrícia Víncula de Souza. “Recebemos aqui quatro médicos cubanos, entre outubro e novembro, e vejo que o atendimento é o diferencial”.

Em Ribeirão das Neves, onde 98% da população utiliza a rede pública de saúde, 29 médicos – 28 cubanos e uma brasileira – chegaram para completar as 53 equipes de saúde da família. “Pela primeira vez na história da cidade, nós temos médicos em todas as unidades de saúde do município. Isso nos levou a fazer 90 mil novos atendimentos”, comemora a prefeita Daniela Corrêa.

Segundo ela, a impossibilidade de a prefeitura pagar um salário justo para o médico dificultava a fixação dos profissionais na cidade, fazendo com que muitos cumprissem menos horas do que o acordado. “Agora a população tem identificado um modelo mais humanitário, em que o médico gasta mais tempo com o paciente. É claro que isso não resolve o problema da saúde no município, mas já é um passo importante”, admitiu. (LM)

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave