Lesão deixa Djokovic afastado por tempo indeterminado

Tenista sérvio atuou fora de suas condições normais diante de Roger Federer, mas ainda não sabe explicar motivo das dores

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

Djoko comprovou que Wawrinka é seu freguês e venceu o 14º jogo em 16 partidas com o rival
Divulgação/US Open
Djoko comprovou que Wawrinka é seu freguês e venceu o 14º jogo em 16 partidas com o rival

A derrota para Roger Federer por 2 sets a 0, neste sábado, na semifinal do Masters 1000 de Montecarlo, mostrou que Novak Djokovic não estava em suas condições ideais de jogo. O sérvio atuou durante o tempo todo com uma bandagem no punho da mão direita e, após a partida, veio a confirmação de que o problema é grave. Uma lesão deixará o número 2 do mundo afastado por tempo indeterminado.

"Agora vou descansar. Não posso jogar tênis por algum tempo. Quanto? Eu não sei. Já não está em minhas mãos", declarou o tenista, que garantiu que só voltará às quadras quando estiver em plenas condições físicas. "Vou descansar e ver quando voltarei a ficar 100% para poder regressar."

Djokovic não soube especificar a contusão, mas garantiu que a lesão não é simples. "Ouvi muitas versões nos últimos dias. Me fizeram acreditar que é um problema complicado", comentou.

O sérvio fazia boa campanha no Masters 1000 de Montecarlo, mas já vinha sentindo dores. A difícil vitória sobre o espanhol Guillermo García-López nas quartas de final agravaram a lesão. "A dor já estava ali durante todo o tempo, há pelo menos dez dias", relatou.

Apesar do momento complicado, Djokovic se manteve otimista. "O bom é que não necessito uma operação médica. Não tenho ruptura de nada. Vou ver os médicos esta noite e depois, amanhã (domingo), farei outra tomografia para ver sem algo mudou nestes sete dias, desde que fiz o exame anterior."

Leia tudo sobre: djokolesãomontecarlopunho