Homem é morto e jogado em lagoa por dívida de R$ 30 com traficantes

Testemunhas relataram à polícia que vítima teria sido retirada de churrasco por dois traficantes da região

iG Minas Gerais | JOSÉ VÍTOR CAMILO |

O corpo de um homem de 42 anos, que teria sido morto por uma dívida de R$30 com traficantes, foi encontrado neste sábado (19) dentro de uma lagoa, no bairro Novo Igarapé, em Igarapé, na região metropolitana de Belo Horizonte. 

De acordo com as informações da Polícia Militar (PM), foi o próprio filho de Júlio Alves da Silva quem encontrou o seu corpo. O familiar relatou que o pai estava desaparecido desde a última quarta-feira (16). 

Neste sábado, ele teria recebido uma ligação anônima que informava que o corpo estaria em uma lagoa na divisa com o bairro São Mateus. Após ir até o local, o rapaz acabou constatando a veracidade da denúncia. 

Ainda conforme o parente, Silva era usuário de drogas e estaria com uma dívida de R$ 30 com traficantes do bairro. Testemunhas contaram à polícia que o homem teria ido à um churrasco no bairro na companhia de uma mulher conhecida como "Loira".

Ainda de acordo com a PM, as testemunhas chegaram a relatar que, durante a festa, dois traficantes a quem ele devia, identificados como "Manguinho" e "De Menor", teriam comparecido e retirado a vítima de lá. 

Após o Corpo de Bombeiros retirar o corpo de Silva da lagoa, a perícia da Polícia Civil fez exames e constatou que o homem tinha hematomas nos dois olhos. O corpo da vítima foi removido para o Instituto Médico-Legal (IML) de Betim, também na região metropolitana.

Leia tudo sobre: CORPOACHADOLAGOAIGARAPÉBAIRRO SÃO MATEUSNOVO IGARAPÉ