Fiéis lotaram igreja de Santo Expedido neste Sábado de Aleluia

Durante todo dia foram realizadas missas e, nesta noite, haverá uma procissão saindo da igreja, no bairro Calafate

iG Minas Gerais | ALINE DINIZ |

CIDADES. BELO HORIZONTE, MG.

Festa na Igreja de Santo Expedito reune centenas de fieis

NA FOTO: MARIA APARECIDA

FOTO: LINCON ZARBIETTI / O TEMPO / 19.04.2014
Lincon Zarbietti / O Tempo
CIDADES. BELO HORIZONTE, MG. Festa na Igreja de Santo Expedito reune centenas de fieis NA FOTO: MARIA APARECIDA FOTO: LINCON ZARBIETTI / O TEMPO / 19.04.2014

Milhares de fiéis da capital mineira aproveitaram o Sábado de Aleluia (19) para homenagear Santo Expedito, conhecido por solucionar causas impossíveis. O dia do santo é comemorado todo dia 19 de abril.

Na igreja de Santo Expedito do bairro Calafate, na região Oeste de Belo Horizonte, sete missas foram celebradas ao longo do dia. Por volta das 19 horas, os fiéis participarão de uma procissão.  A festa em homenagem ao santo já virou uma tradição no santuário.

Há 15 anos as pessoas se reúnem para, principalmente, agradecer. “Muitas pessoas vieram de outros estados e cidades. Ouvi  testemunhos de cura”, contou o monsenhor Welligton Rogério, responsável pelas celebrações.

A comerciante Laura Helena, 54, frequenta o local há cinco anos. “Uma vizinha fez uma promessa para eu me curar de um tumor benigno na cabeça”, revelou. Na época, Laura só soube da promessa quando deixou o hospital. Depois disso, ela se tornou uma frequentadora assídua do    santuário. “Acima de tudo é preciso ter fé”, completou.

Já a diarista Valdeli Souza Gomes, 47 anos, acredita que conseguiu comprar sua casa por causa de um pedido que fez a Santo Expedito. Segundo ela, os filhos a abandonaram em uma fazenda e ela não tinha condições de comprar um barracão, que era seu sonho. “Conheci por meio de uma vizinha. Fiz o pedido e logo apareceu  à venda por R$8.500”, afirmou.

Apesar de ter apenas R$6 mil, Valdeli pediu ajuda a familiares e amigos. “Consegui o dinheiro emprestado e depois paguei. Graças a Deus”, disse emocionada. Ela ajuda o santuário com doações.

Humilde

A igreja foi construída com a ajuda da comunidade. Dom Iracílio Vital da Rocha, que fundou o local, pediu que cada um desse um tijolo. Um galpão foi alugado e as paredes levantadas. Nessa época, Rocha pediu comprou uma imagem do Santo que veio de São Paulo.