Policiais militares da Bahia desistem de retomar greve

Ideia foi discutida após a prisão, nesta sexta-feira (18), do líder do movimento, o vereador bombeiro Marco Prisco

iG Minas Gerais | Da redação |

Os policiais militares da Bahia recuaram da decisão de retomar a greve, encerrada na última quinta-feira (17). A ideia foi discutida após a prisão, nesta sexta-feira (18), do líder do movimento, o vereador bombeiro Marco Prisco. Representantes das seis entidades envolvidas no movimento e o deputado estadual capitão Tadeu Fernandes (PSB), que assumiu a liderança do após prisão de Prisco e havia convocado um novo aquartelamento dos militares, passaram a madrugada reunidos com a ex-ministra do Superior Tribunal de Justiça (STJ) e pré-candidata ao Senado pelo PSB, na Bahia, Eliana Calmon. A ex-ministra disse a eles que uma nova greve, agora, prejudicaria Prisco, já que ele foi preso preventivamente sob a justificativa da necessidade de manutenção da ordem pública. 

Agência Estado

Leia tudo sobre: PMsgreveBahia