Jovem que fugiu de clínica de reabilitação é assassinado a pedradas

Ele era viciado em tíner há 10 anos e fugiu da clínica um dia depois de ter sido internado; neste sábado, foi encontrado morto com o rosto desfigurado perto de uma igreja

iG Minas Gerais | JULIANA BAETA |

Um jovem que fugiu de uma clínica de reabilitação foi apedrejado até a morte na manhã deste sábado (19) perto de uma igreja no bairro Nova Contagem, em Contagem, na região metropolitana de Belo Horizonte. A polícia ainda desconhece o responsável pelo crime, mas suspeita que tenha sido uma retaliação pelo fato de o jovem cometer pequenos furtos na região para comprar drogas.

A irmã de Breno Rodrigues dos Reis, 23, disse que o jovem era usuário de drogas e viciado em inalar tíner, um solvente de tintas e vernizes. Conhecido como “Loirinho”, Breno usava tíner há 10 anos e já estava praticamente morando na rua, já que em casa, ele roubava os pertences da mãe, como celulares, dinheiro e DVDs para comprar a droga.

Na região, Breno era conhecido por praticar pequenos furtos em comércios e contra idosas, para o mesmo fim. A vítima também já havia usado cocaína e crack mas, segundo a irmã, o ponto fraco dele era o tíner e, por conta disso, ele ficava frequentemente agressivo.

Na quinta-feira (17) ele foi internado em uma clínica de reabilitação em São Joaquim de Bicas, mas fugiu do local na sexta (18) e voltou para Nova Contagem. O corpo dele foi encontrado por volta de 7h deste sábado na rua VC Dois, atrás da Igreja Quadrangular, com o rosto completamente desfigurado por causa das pedradas.

A polícia acredita que o crime tenha sido uma forma de represália em relação aos furtos cometidos pelo jovem, mas a motivação ainda não foi confirmada. A suspeita do assassinato também é desconhecida da polícia. “É difícil saber, pessoas que usam drogas como ele têm muitos inimigos”, disse o cabo Melquíades Limas, que atendeu a ocorrência. 

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave