Hamilton domina treino qualificatório para o GP da China

Felipe Massa, da Ferrari, conseguiu fazer o sexto tempo; as surpresas ficaram por conta das Red Bulls de Ricciardo e Vettel, que fecharam a classificação em segundo e terceiro respectivamente

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

Depois de se destacar na pista seca, Lewis Hamilton brilhou sob chuva neste sábado, no treino classificatório do GP da China. O inglês não tomou conhecimento das dificuldades enfrentadas pelos pilotos com os pneus no Circuito de Xangai e cravou a pole position, sem dar chance para o companheiro Nico Rosberg, apenas o quarto mais rápido. Felipe Massa obteve o sexto posto no grid de largada. Com sua terceira pole na temporada, Hamilton alcançou a 34ª na carreira, tornando-se o quarto piloto com maior número de largada na ponta na história da Fórmula 1. Apesar da preocupação com o mau tempo, o piloto inglês dominou a classificação e manteve a Mercedes na frente. No domingo, a partir das 4 horas (horário de Brasília), ele vai tentar faturar a terceira vitória consecutiva na campeonato. Seu maior rival não será necessariamente Rosberg, como era previsto. Mas os carros da Red Bull, que vão largar próximo da pole. O australiano Daniel Ricciardo voltou a superar o alemão Sebastian Vettel e ficou com o segundo posto. Com meio segundo de desvantagem, o tetracampeão teve que se contentar com a terceira posição do grid.  Somente atrás deles vem Rosberg, na quarta colocação, a pior da Mercedes no grid desta temporada. O alemão, atual líder do Mundial de F1, não conseguiu ir além na terceira sessão do treino porque perdeu o controle sobre o carro quando buscava um tempo melhor e acabou desperdiçando a chance de brigar pela pole. O quinto lugar ficou com o espanhol Fernando Alonso, que não chegou a corresponder às expectativas geradas na sexta. O piloto da Ferrari dominou o primeiro treino livre e desbancou Rosberg na segunda sessão. Neste sábado, não passou do quinto posto, meio segundo atrás justamente do piloto da Alemanha. Próximo do espanhol, Felipe Massa sairá em sexto após vencer nova batalha interna contra o finlandês Valtteri Bottas, que sai em sétimo. Sem se preocupar com a chuva, o brasileiro vai largar na frente do companheiro de Williams pela terceira vez em quatro etapas da temporada. O alemão Nico Hülkenberg, da Force India, e os franceses Jean-Eric Vergne, da Toro Rosso, e Romain Grosjean, da surpreendente Lotus, completam o Top 10 do grid. Foi a primeira vez que a Lotus alcançou o Q3 neste ano, depois de enfrentar diversos problemas mecânicos nas primeiras etapas. A equipe, contudo, não conseguiu escapar da rotina de dificuldades nos boxes. O venezuelano Pastor Maldonado, que cometeu erros bobos nos treinos livres de sexta, apresentou problemas no motor e nem entrou na pista. Sem registrar tempo, ficou com a 22ª e última colocação do grid. Confira o grid de largada do GP da China: 1º - Lewis Hamilton (ING/Mercedes), 1min53s860  2º - Daniel Ricciardo (AUS/Red Bull), 1min54s455  3º - Sebastian Vettel (ALE/Red Bull), 1min54s960  4º - Nico Rosberg (ALE/Mercedes), 1min55s143  5º - Fernando Alonso (ESP/Ferrari), 1min55s637  6º - Felipe Massa (BRA/Williams), 1min56s147  7º - Valtteri Bottas (FIN/Williams), 1min56s282  8º - Nico Hülkenberg (ALE/Force India), 1min56s366  9º - Jean-Eric Vergne (FRA/Toro Rosso), 1min56s773  10º - Romain Grosjean (FRA/Lotus), 1min57s079  ---------------------------------------------------- 11º - Kimi Raikkonen (FIN/Ferrari), 1min56s860  12º - Jenson Button (ING/McLaren), 1min56s963  13º - Daniil Kvyat (RUS/Toro Rosso), 1min57s289  14º - Adrian Sutil (ALE/Sauber), 1min57s393  15º - Kevin Magnussen (DIN/McLaren), 1min57s675  16º - Sergio Perez (MEX/Force India), 1min58s264  ---------------------------------------------------- 17º - Esteban Gutierrez (MEX/Sauber), 1min58s988  18º - Kamui Kobayashi (JAP/Caterham), 1min59s260  19º - Jules Bianchi (FRA/Marussia), 1min59s326  20º - Marcus Ericsson (SUE/Caterham), 2min00s646  21º - Max Chilton (ING/Marussia), 2min00s865  22º - Pastor Maldonado (VEN/Lotus), sem tempo

Leia tudo sobre: HamiltonMassaChinaFórmula 1prova