Férias garantidas

Menor expectativa de estrangeiros no país faz cair os preços de pacotes nacionais; roteiros estão 30% mais em conta

iG Minas Gerais | João Paulo Costa |

Porto de Galinhas está entre os mais procurados para as próximas férias
Setur-PE/divulgação
Porto de Galinhas está entre os mais procurados para as próximas férias

Engana-se quem acha que viajar pelo Brasil durante o período da Copa do Mundo estará mais caro, com valores quase inacessíveis. Dependendo de onde o turista quer ir, os valores dos pacotes domésticos oferecidos pelas operadoras, assim como as passagens aéreas, podem sair bem mais em conta do que se imagina.

Segundo o diretor comercial da Interpool Viagens, Paulo Testa, o turista mineiro poderá viajar durante o período da Copa com tranquilidade e sem gastar tanto.

“Houve uma ampla divulgação de que os destinos estariam caros e lotados, e, também, que a malha aérea estaria comprometida. Contudo, o que se vê é o contrário. Há ofertas interessantes para todos os gostos e resorts espalhados pelo Brasil com programações específicas para os jogos do Brasil no Mundial. O turista mineiro poderá curtir o sossego de suas férias e acompanhar pela TV os jogos da seleção sem maiores complicações”, afirma Testa. 

Previsão

O gerente de marketing da CVC Minas, Renato Lomas, justifica que a vinda de estrangeiros ao Brasil durante a Copa, que, inicialmente, estimava-se em 600 mil turistas, possivelmente não se concretizará. E, ainda, as tentativas do Brasil em trazer voos fretados do exterior em grande escala também não se consolidaram. Isso fez com que o setor turístico, em princípio, elevasse os preços de seus serviços diante das expectativas geradas. Mas agora, faltando menos de dois meses para o Mundial, voltaram a trabalhar com valores mais reduzidos.

“Identificamos que, nesse período pré-Copa, os preços dos pacotes de viagens pelo Brasil tiveram uma alta significativa e, depois, caíram, em média, 30%”. As passagens aéreas, por exemplo, estão tendo uma redução de cerca de 70%, segundo o gerente.

Com essa iminente baixa de turistas estrangeiros no país durante o Mundial, a hotelaria e as companhias aéreas estão baixando os preços, o que tem impactado positivamente os custos dos pacotes de viagens pelo Brasil, tanto para quem pretende visitar as cidades-sede como outras localidades.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave