Mancini quer Botafogo criativo para surpreender rivais

"Este jogo dever ser encarado como uma final e temos que ter postura de time campeão", afirmou ele, sobre estreia contra o São Paulo

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

Treinador começou trabalho para estreia do time no Brasileirão, diante do São Paulo
Reprodução Facebook Botafogo
Treinador começou trabalho para estreia do time no Brasileirão, diante do São Paulo

Depois de levar o Atlético Paranaense à Libertadores no Brasileirão do ano passado, o técnico Vagner Mancini tem a chance de ir ainda mais longe nesta temporada. Apresentado na quarta-feira como técnico do Botafogo, o treinador acredita que a chave do sucesso está em encarar cada rodada como decisiva. E crê que, para chegar ao título, a equipe carioca precisa saber surpreender.

"Movimentação inteligente no futebol é quando você consegue gerar surpresa no adversário. Estamos cansados de ver equipes bem montadas na parte defensiva, mas que não levam muito perigo na parte ofensiva. É isso que nós queremos no Botafogo para conseguir as vitórias", destacou o treinador, nesta sexta, em entrevista coletiva.

Para ele, o Botafogo deve começar iniciar o Brasileirão, diante do São Paulo, já mirando o título. "Este jogo dever ser encarado como uma final e temos que ter postura de time campeão. Vencedor não é o time que chega na última rodada para conquistar, mas aquele que constrói ao longo do tempo. Um time como o Botafogo, que quer ser campeão Brasileiro, tem que encarar todos os jogos com o objetivo de buscar os pontos."

Para que o trabalho se inicie da melhor forma, Mancini já conversou com alguns jogadores do elenco. "O Jefferson está há muito tempo no clube e o Bolívar é um líder nato; também conversei com o Wallyson e o Ferreyra. Sempre converso com os atletas para saber se está acontecendo alguma coisa. Sou um cara de diálogo e passo bastante informação, mas cobro também. Não na frente de todos, mas onde deve acontecer as cobranças."

TREINO - A atividade desta sexta-feira foi marcada pela presença do atacante Emerson, que não pode participar da estreia, neste domingo, contra o São Paulo, no Morumbi, mas se prepara visando o jogo da segunda rodada, contra o Inter. "Ele tem um potencial enorme. O Emerson tem muita coisa a passar não só pelo que joga, mas no dia a dia. A partir do momento que estamos diante de um campeão na vida e no esporte, temos a oportunidade de entender como ele chegou e fez diferença", elogiou Mancini.

Leia tudo sobre: mancinibotadogoestreiabrasileirãosérie asão paulo