Phelps nadará 50 m e 100 m livre em volta às piscinas

Maior medalhista olímpico participará de três das provas mais rápidas na competição a ser disputada no Arizona

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

DIVULGAÇÃO/LONDON 2012
undefined

A USA Swimming, que é a federação norte-americana de natação, divulgou nesta sexta-feira a lista de largada do Grand Prix de Mesa, que vai acontecer entre quinta-feira e sábado da próxima semana, em Mesa, no Arizona. A relação era aguardada para que se soubesse quais provas Michael Phelps vai nadar na sua volta às piscinas.

E o maior medalhista olímpico de todos os tempos escolheu participar de três das provas mais rápidas: os 50 e os 100 metros livre e a prova de 100 metros borboleta. Assim, deixará de lado, pelo menos neste retorno à natação competitiva, as provas de medley, nas quais teve maior hegemonia.

Phelps é o oitavo balizado para os 100 m livre, com 49s00, e o primeiro dos 100 m borboleta, com 50s86. Nesta prova, vale lembrar, ele é o recordista mundial, com 49s82. Já nos 50 m livre ele tem apenas o 26.º tempo entre os inscritos, com 23s20.

O Grand Prix de Mesa, a quarta da série de seis etapas, promete ser a competição mais forte da temporada nos Estados Unidos. Entre os inscritos estão Ryan Lotche, herdeiro de posto de maior nadador da atualidade e que vai confrontar Phelps nos 100 metros borboleta. Nenhum brasileiro está inscrito porque paralelamente, em São Paulo, vai acontecer o Troféu Maria Lenk.

Phelps ganhou, nos Jogos de Londres/2012, apenas duas provas individuais: os 100m borboleta e os 200m medley. Na última Olimpíada ainda foi prata nos 200m borboleta, tendo tido sucesso anteriormente, também em provas de 400m medley e 200m livre.

Em novembro do ano passado, foi revelado que o nadador voltou a fazer parte do programa norte-americano antidoping, forte indício da possibilidade de competir novamente. Isso porque, como atleta amador ou aposentado, Phelps não precisaria se submeter a nenhum controle antidoping. Apenas em competições oficiais é que é exigido que um atleta não tenha consumido nenhuma de uma extensa lista de substâncias proibidas.

Na ocasião, a Agência Antidoping Norte-Americana revelou que Phelps foi testado duas vezes no terceiro trimestre de 2013, período encerrado no último dia 30 de setembro. Na mesma época, Bowman afirmou que o interesse de Phelps não era competitivo, mas se manter em forma.

Phelps, de 28 anos, está parado desde os Jogos de Londres. A volta agora é providencial para que possa participar do Campeonato Norte-Americano, que vai acontecer em agosto, em Irvine. Estar no torneio é mandatório na definição da equipe dos EUA que vai disputar o Mundial de Kazan em 2015.