Grande quantidade de munição é apreendida em Ribeirão das Neves

A polícia ainda não tem informações sobre os donos das munições e princípio descarta a relação do que foi encontrado no saco nesta sexta com o roubo de 45 armas da Central Integrada de Escoltas de Ribeirão das Neves

iG Minas Gerais | Natália Oliveira |

Militares do 40º Batalhão da Polícia Militar (PM) apreenderam nesta sexta-feira (18) um saco com vários tipo de munição em Ribeirão das Neves, na região metropolitana da capital.  O saco foi encontrado  as margens de uma lagoa em uma fazenda da cidade, que fica na divisa com Esmeraldas, também na região metropolitana.

Segundo a PM, as munições eram de calibre 9 milímetros, 380, .38, 45 e outras.  Além das munições intactas, haviam também projéteis, potes de pólvora e espoletas.  A quantidade de objetos está sendo contabilizada na sede da 203 ª Companhia da PM, no bairro Veneza. Segundo os militares da companhia há em torno de 500 objetos.

Ainda de acordo com a polícia, o saco foi descoberto depois que os militares receberam uma denúncia anônima de que dois jovens estavam escondendo a munição dentro da lagoa. Os policiais foram até o local, mas não encontraram os suspeitos e apenas o saco.

O serviço de inteligência da PM está na fazenda para fazer levantamentos em busca de cabanas ou de criminosos no local, além disso, o Corpo de Bombeiros também deve ir ao local para fazer buscas dentro da lagoa.

A polícia ainda não tem informações sobre os donos das munições e  princípio descarta a relação do que foi encontrado no saco nesta sexta com o roubo de 45 armas  da Central Integrada de Escoltas de Ribeirão das Neves, que fica próxima ao Presídio Antônio Dutra Ladeira, no último dia 24 de março. 

Segundo os militares, a maioria do que foi encontrado nesta sexta-feira era para a fabricação de munição e não havia muitas munições prontas como o que foi roubado do quartel e por isso o descarte inicial da relação de um crime com o outro.

No roubo ao quartel, em março, os assaltantes doparam nove agentes penitenciários e levaram 39 pistolas e 6 submetralhadoras, além de 1.344 balas de calibre .40. Após o crime, os agentes foram afastados do cargo e a Secretaria de Estado de Defesa Social (Seds) anunciou a instalação de câmeras de monitoramento nas duas Centrais de Escolta do Estado.

Aguarde mais informações

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave