Federer sofre, mas elimina Tsonga e vai à semifinal

Tenista suíço iniciou o jogo muito mal e por pouco não foi batido, mas reagiu e via decidir uma vaga na final do Masters 1000

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

O time suíço vive grande fase nesta temporada, com o retorno de Federer ao grupo
Divulgação
O time suíço vive grande fase nesta temporada, com o retorno de Federer ao grupo

Roger Federer esteve perto de protagonizar a segunda zebra do dia no Masters 1000 de Montecarlo nesta sexta-feira. Mas, com uma inesperada reação, virou o placar contra o francês Jo-Wilfried Tsonga e garantiu vaga na semifinal da competição disputada no saibro de Mônaco. O suíço venceu por 2 sets a 1, com parciais de 2/6, 7/6 (8/6) e 6/1, em 2h26min de partida.

Tsonga chegou a estar a dois pontos da vitória no segundo set, mas não conseguiu fechar o jogo, diante da resistência de Federer. Longe de apresentar seu melhor tênis, o suíço abusou dos erros, que custaram a eliminação do espanhol Rafael Nadal mais cedo, e desperdiçou 10 break points na segunda parcial. No entanto, começou a reagir no tie-break e arrasou Tsonga no terceiro set.

Em busca de uma vaga na final, Federer aguarda o confronto entre o sérvio Novak Djokovic e o espanhol Guillermo Garcia-Lopez, algoz do checo Tomas Berdych. Os dois se enfrentam ainda nesta sexta. A outra semifinal terá o suíço Stanislas Wawrinka e o também espanhol David Ferrer, responsável pela queda de Nadal.

O JOGO - O início equilibrado da partida começou a pender em favor de Tsonga quando Federer começou a emplacar uma série de break points desperdiçados. Depois de se defender bem, o francês se impôs no saque do suíço e abriu vantagem na primeira parcial. Apático, Federer ofereceu pouca resistência e Tsonga faturou nova quebra, encaminhando o set.

No segundo set, Federer recuperou o ânimo e reequilibrou o duelo. No entanto, tinha séries dificuldades para quebrar o saque do adversário. Com bons saques e contando com erros do suíço, Tsonga sustentava seu serviço mesmo sem repetir a boa atuação do início da partida. Ao todo, Federer desperdiçou 10 break points consecutivos na parcial.

Depois de vacilar no saque do rival, Federer abriu boa vantagem no tie-break e chegou a ter quatro set points. Contudo, o suíço voltou a abusar dos erros e deixou Tsonga se aproximar no placar. Acabou fechando o tie-break após 1h19min de set.

A persistência de Federer e o empate na partida acabaram abalando a confiança de Tsonga, que caiu de rendimento. Do outro lado, o suíço crescia no jogo. E, depois do festival de chances desperdiçadas, Federer enfim conseguiu quebrar o saque do francês pela primeira vez logo no início da terceira parcial.

Embalado, acumulou outra quebra na sequência e chegou a fazer 5/0, diante da apatia do rival. Tsonga ainda venceu um game antes de ceder a vitória ao suíço, que terminou a partida com 45 erros não forçados, número incomum para o recordista de títulos de Grand Slam.

Leia tudo sobre: tenismontecarlofederertsonga