Sem Fronteiras entre o real e o fictício

Camila Buzelin apresenta seu trabalho “Terceiro Sábado de Abril”, no qual busca extrapolar fronteiras de linguagens

iG Minas Gerais | Gustavo rocha |

Artista busca a “performance do invisível” em seus trabalhos performáticos
Camila Buzelin
Artista busca a “performance do invisível” em seus trabalhos performáticos

O performer é entendido por muitos estudiosos do gênero como uma espécie de “super Eu”. E isso tem mais a ver com um entendimento da experiência do performer indissociável de quem ele é do que propriamente com o “super poder” que venha a ter.

Permeada por essas e outras questões, Camila Buzelin apresenta seu trabalho “Terceiro Sábado de Abril”, no Memorial Minas Vale, amanhã, às 11h.

“Esse trabalho começou a ser delineado quando desenvolvia ações que não parecessem performance, assim como os acontecimentos do cotidiano, mas que pudesse causar um certo estranhamento nas pessoas”, relata ela.

Em “Terceiro Sábado de Abril”, a artista propõe um jogo de situações que acontecem no entorno do museu e questiona os limites entre vida real e performance, entre o cômico e o trágico. Assim, o espectador poderá ter a percepção de como um simples olhar distanciado o aproxima de questões estéticas e vivenciais.

“Busco um ato como motivador de outros atos – sem declarar que é uma performance, porque isso pode gerar uma relação artificial com aquelas pessoas que estão naquele espaço. Às vezes, alguém é capaz de um ato performático sem que saiba que está propriamente fazendo algo do tipo”, ressalta Camila.

Ligado ao teatro no começo da carreira e formada em artes plásticas na Guignard, Camila acredita que a característica multifacetada de sua formação vai ao encontro do caráter multidisciplinar que a performance preconiza. “Creio que o teatro facilite minha relação, o olhar com o público”, diz a artista.

“Tem uma coisa que eu percebi, eu sei como meus trabalhos começam, como vai ser a condução, mas nunca sei como eles acabam. Ou seja, tem começo, meio, mas não tem fim”, acredita ela.

Serviço. “Terceiro Sábado de Abril”, amanhã às 11h, no Memorial Minas Vale (Praça da Liberadade, esquina com Gonçalves Dias, Funcionários). Gratuito.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave