Quem tem medo de Ingmar Bergman?

Cine Humberto Mauro exibe dobradinha de ‘Cenas de um Casamento’ e ‘Saraband’, que conta história do mesmo casal

iG Minas Gerais | daniel oliveira |

Para Ingmar Bergman, nada é mais violento e assustador que a intimidade
FCS
Para Ingmar Bergman, nada é mais violento e assustador que a intimidade

Um aviso amigo é necessário para quem quiser se aventurar na nova maratona Bergman que o cine Humberto Mauro oferece hoje a partir das 18h. Reza a lenda que, após a exibição original de “Cenas de um Casamento” na televisão sueca em 1973, a taxa de divórcios e o número de casais que buscaram a ajuda de terapia no país quase dobrou.

Os corajosos que passaram do parágrafo anterior terão a chance de conferir a versão cinematográfica de uma das mais complexas e realistas análises de um relacionamento já registradas em película, vivida por Marianne (Liv Ullmann) e Johan (Erland Josephson). Logo em seguida, a mostra exibe “Saraband”, último longa do sueco, que revisita o mesmo casal 30 anos após o divórcio.

Originalmente transmitido como uma série na TV sueca, “Cenas de um Casamento” é quase um experimento bergmaniano. O elenco conta apenas com três atores, e as cenas abusam de uma claustrofobia que remete à prisão de um casamento, com longos monólogos interpretados por Ullmann e Josephson em closes.

Não é nenhum spoiler que o inferno da violência psicológica e da convivência a dois leva à desintegração do relacionamento. E “Saraband” – título que vem das suítes compostas por Bach para danças a dois – traz a dupla de atores de volta, décadas mais tarde, reavaliando a intensidade das reações e sentimentos que despertaram um no outro.

Curiosamente, “Cenas de um Casamento” é em grande parte baseado no romance entre Bergman e Ullman, que terminou anos antes do lançamento da série – algo que a própria atriz admite em “Liv & Ingmar”. Já “Saraband” foi dedicado pelo cineasta à sua última esposa, Ingrid von Rosen, que morreu pouco antes da estreia do filme e que ele afirmou ter sido o grande amor de sua vida.

O texto de “Cenas de um Casamento” é usado até hoje em montagens teatrais. A mostra “Instante e Eternidade” leva aos palcos, na semana que vem, uma montagem mineira de “Saraband”. A dobradinha de hoje serve de preparação para os fãs.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave