Quem está pronto?

iG Minas Gerais |

Fim dos estaduais e início do Brasileiro. A pergunta é simples: os times estão prontos? Com a resposta, os torcedores? Como analista, eu digo que não. Uma pena, porque, com o Brasileiro por pontos corridos, os estaduais deveriam ser usados exatamente para preparar os times para um campeonato longo e difícil. O calendário do futebol brasileiro é complicado e se torna um problema de difícil solução. A temporada começa com jogadores fora de forma, mas a expectativa é que a mão divina dê uma forcinha. Nos primeiros resultados negativos, demissões e frustrações se misturam. Os times que disputam a Libertadores têm um complicador a mais. Nesta mesma época do ano passado, o Atlético estava pronto e o Cruzeiro procurando se acertar. Neste momento, acho que os dois ainda procuram um caminho. Vejo um Galo mais fraco e a Raposa indefinida. Não será fácil se manter na Libertadores, e o Brasileiro se torna uma incógnita. O planejamento ainda não está adequado às dificuldades e intempéries do futebol brasileiro. O bom é que a dinâmica que rege este esporte apaixonante não dura mais do que 90 minutos. Sendo assim, se animem torcedores, pois tudo poderá acontecer. Atlético e Cruzeiro têm o poder de transformar situações adversas em combustível para o sucesso.

Previsões. Com o início do Brasileiro, é hora de apontar os favoritos ao título. Neste ano, não vou fazer a famosa relação de seis prováveis campeões. Acho que o titulo de 2014 vai ficar em Belo Horizonte ou em Porto Alegre. Os times do “eixo” estão com graves problemas políticos e de elenco. Mas, como também são grandes, podem se superar, mas não acredito.

Desistiu. Por mais que tentem fazer uma conexão da fracassada tentativa de contratação do francês Anelka pelo Atlético com um “mico”, essa não é a realidade dos fatos. É claro que o jogador sabia de tudo. O complicado francês aceitou e depois desistiu. Convertido recentemente ao islamismo, Anelka não viu um campo fértil para ele no Brasil. O erro foi anunciar antes de assinar.

Liderança. O time do Cruzeiro precisa de um líder mais atuante dentro de campo. Em 90 minutos, os jogadores passam por diferentes situações e ninguém chama a responsabilidade para colocar os nervos no lugar. Essa inconstância está ficando cada vez mais evidente. O time é bom, mas está sem rumo.

Coelho. Devagar e sempre o América segue progredindo e evoluindo. O clube dispõe de uma ótima estrutura e precisa agora saber utilizá-la. O futebol do Coelho tem que ser planejado a médio prazo. Não adianta querer montar time para ter sucesso imediato. É preciso calma. Pode levar de dois a três anos para montar um bom time. A base, neste momento, deve ser prioridade.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave