Bombeiro que agrediu grávida em supermercado será indiciado novamente

Segundo a Polícia Civil, como o militar não compareceu na delegacia na quarta-feira (16), ele será indiciado mais uma vez

iG Minas Gerais | JOSÉ VÍTOR CAMILO |

CIDADES - SANTA LUZIA MG : BOMBEIRO AGRIDE CAIXA DE SUPERMERCADOS BH GRAVIDA , APOS DISCUSSAO. 
NA FOTO: BARBARA BRUNA BARBOSA .

FOTOS: DENILTON DIAS / O TEMPO / 14.04.2014
FOTOS: DENILTON DIAS / O TEMPO
CIDADES - SANTA LUZIA MG : BOMBEIRO AGRIDE CAIXA DE SUPERMERCADOS BH GRAVIDA , APOS DISCUSSAO. NA FOTO: BARBARA BRUNA BARBOSA . FOTOS: DENILTON DIAS / O TEMPO / 14.04.2014

O sargento do Corpo de Bombeiros que é suspeito de agredir fisicamente uma grávida de 21 anos na última segunda-feira (14), em Santa Luzia, na região metropolitana de Belo Horizonte, ainda não se apresentou na delegacia. Segundo a assessoria de imprensa da Polícia Civil (PC), como o suspeito compareceu para ser ouvido na última quarta-feira (16), ele será indiciado mais uma vez.

O crime ocorreu na avenida Brasília, no bairro São Benedito, onde a vítima trabalha como caixa em um supermercado. Segundo a vítima, Bárbara Bruna Barbosa, 21, grávida de seis meses, ela estava fechando o caixa quando o sargento tentou passar algumas mercadorias. Ela disse então que estava fechado e que ele deveria passar em outro caixa. O suspeito então reclamou que não havia nenhuma placa de fechamento.

Ainda segundo Bárbara, houve uma discussão entre os dois e o homem começou a dar socos no rosto dela. Ela disse que deu alguns tapas nele, que revidou. A grávida chegou a desmaiar e foi levada ao Hospital Tolentino Neves na capital, onde foi medicada e liberada. Testemunhas contaram que o militar chegou a bater com o capacete na vítima. Ele foi contido pela população e quase foi linchado, sendo que a Policia Militar evitou maiores problemas.

Após ser ouvido e liberado na delegacia, no dia do crime, o sargento foi indiciado para ser ouvido na quarta-feira, mas não compareceu. Com isso, ele será indiciado novamente.

Bombeiros

Segundo a assessoria do Corpo de Bombeiros, a corporação já está abrindo um inquérito interno para apurar o caso. Somente após os levantamentos iniciais será possível afirmar quais as providências que serão tomadas com relação ao sargento.

Leia tudo sobre: BOMBEIROESPANCOUGRÁVIDASUPERMERCADOSARGENTOSANTA LUZIA