Emerson admite que terá 'cobrança diferente' no Botafogo

Sheik sabe da necessidade que o Alvinegro carioca tem de voltar à rota dos títulos e espera agregar espírito conquistar no clube

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

Sheik chega ao clube com um histórico recente de conquistas invejável
Vitor Silva / SSPress
Sheik chega ao clube com um histórico recente de conquistas invejável

O atacante Emerson chegou ao Botafogo com um currículo invejável. De 2009 para cá, foram três títulos brasileiros, um carioca, um paulista, uma Recopa Sul-Americana, uma Libertadores e um Mundial. As conquistas do jogador contrastam com a realidade do seu novo clube, que vem encontrando dificuldades para levantar troféus - neste mesmo período, foram apenas dois Cariocas, em 2010 e 2013. Por isso, o atleta admitiu em sua apresentação nesta quinta-feira: sofrerá uma "cobrança diferente" dos torcedores.

"Eu não venho para jogar cinquenta por cento. Venho para jogar cem por cento e todos sabem que o futebol é coletivo. Precisamos de um grupo para brigar e fazer história. Tenho minha parcela de contribuição e vou fazer de tudo para que isso aconteça. Chego com o espírito de conquistar, contando com a ajuda de todos que estão aqui. O Botafogo é um desafio a mais na minha vida e não vim aqui para brincar. Quero ser diferente e vou ter uma cobrança diferente por tudo que fiz na minha carreira", declarou.

Apesar do histórico vitorioso, Emerson deixou o Corinthians de forma pouco amistosa. O atacante, herói do título da Libertadores de 2012, não vinha sendo aproveitado e acabou afastado do grupo nas últimas semanas. Em momento técnico ruim, relutou para deixar o clube, mas acabou aceitando a proposta do Botafogo. Em sua apresentação, ele comentou sobre os motivos que o levaram ao time carioca.

"Quando eu decidi sair do Corinthians apareceram algumas equipes querendo me contratar, e uma delas foi o Botafogo. O projeto e a proposta foram bem tentadoras. Sentei com o empresário e entendendo que o projeto do Botafogo para o segundo semestre é tentador e visa títulos, o que sempre conquistei na minha carreira. Chego no clube grande como o Botafogo e certamente a ideia é ganhar títulos e vencer", disse.

E Emerson chega com a incumbência de vestir a mística camisa 7 do Botafogo, que já passou por nomes como Garrincha e Jairzinho. "Para quem conhece um pouco de futebol e conhece a história do Botafogo, sabe o quanto isso representa. A camisa 7 do Botafogo representa a 10 de grandes jogadores. É uma honra estar recebendo essa camisa. Não sei se vou conseguir repetir o que eles fizeram aqui, mas enquanto estiver no clube terei muita vontade e garra para honrar essa camisa", prometeu.

Nem mesmo os problemas financeiros enfrentados pelo clube parecem desanimar o atacante. "Eu poderia falar que fui contratado para jogar futebol e não tratar das finanças do clube mas o que me foi passado é que nos próximos meses a situação vai se acertar. Acredito na direção e sei do carinho que eles sentem pelos atletas."

Leia tudo sobre: botafogosheikatacanteemersonapresentado