Papa Francisco lava os pés de deficientes em cerimônia

A ação de Francisco, ao lavar e beijar os pés dos 12 internos na instituição, "é sinal da misericórdia evangélica que quer abraçar, com o gesto do papa, todo o mundo do sofrimento”

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Pope Francis blows inside an amphora containing holy oil during a Chrism Mass in St. Peter's Basilica at the Vatican, Thursday, April 17, 2014.  During the mass the Pontiff blessed a token amount of oil that will be used to administer the sacraments throughout the year. The Chrism Mass marks the start of the Easter celebrations. (AP Photo/Andrew Medichini)
Associated Press
Pope Francis blows inside an amphora containing holy oil during a Chrism Mass in St. Peter's Basilica at the Vatican, Thursday, April 17, 2014. During the mass the Pontiff blessed a token amount of oil that will be used to administer the sacraments throughout the year. The Chrism Mass marks the start of the Easter celebrations. (AP Photo/Andrew Medichini)

Fora do Vaticano, o Papa Francisco cumpriu, nesta quinta-feira (17), o tradicional ritual do lava-pés em doze pessoas deficientes. A cerimônia toda aconteceu em uma igreja da periferia de Roma e envolveu até mesmo uma criança muçulmana. 

Francisco teve dificuldades para se ajoelhar e se levantar, mas conseguiu realizar o ritual. Ele derramou a água, secou e beijous os pés dos escolhidos.

A ação de Francisco, ao lavar e beijar os pés dos 12 internos na instituição, "é sinal da misericórdia evangélica que quer abraçar, com o gesto do papa, todo o mundo do sofrimento”, disse o sacerdote.

“É um gesto que o papa cumpre sempre na esteira daquela Igreja que quer servir primordialmente aos últimos, mas que evangelicamente são os primeiros. Este presente é certamente um carinho que o papa Francisco faz ao mundo do sofrimento, ao universo habitado pelos mais frágeis e mais vulneráveis”, acrescentou o padre Bazzari.

No rito do Lava-Pés, que marca a Quinta-Feira Santa, o sacerdote, assistido por dois ministros, lavou o pé direito de 12 homens, lembrando o gesto de Jesus, com seus discípulos, na Última Ceia. O gesto simboliza a humildade, a submissão e o papel de servir ao semelhante.

A cerimônia de foi celebrada na igreja do centro romano Santa Maria da Providência, para os internos e funcionários da Fundação Padre Carlo Gnocchi. Fundada há quase 60 anos, a instituição assiste mais de três 3 mil pessoas com deficiência, além de dependentes, em 29 centros espalhados por nove regiões da Itália.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave