Com fim da greve da PM baiana, jogo Bahia x Cruzeiro está confirmado

Partida de estreia das duas equipes correu o risco de ser adiada por conta do caos que se instalou na Bahia

iG Minas Gerais | BRUNO TRINDADE |

Jogo terá troca de faixas entre os campeões estaduais
Washington Alves/Textual
Jogo terá troca de faixas entre os campeões estaduais

Após uma determinação da Justiça Federal de multa de mais de R$ 1 milhão por dia caso a greve continuasse, a Polícia Militar da Bahia decretou o fim da paralisação, na tarde desta quinta-feira.

Por isso, o jogo entre Bahia e Cruzeiro marcado para domingo, às 16h, na Arena Fonte Nova, não corre o risco de ser adiado. Na reunião realizada no Rio de Janeiro para eleger o novo presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), a entidade já tinha dado garantias à Raposa de que o confronto seria realizado.

“O presidente Gilvan de Pinho Tavares esteve no Rio de Janeiro, ontem (quarta-feira), para a eleição na CBF. E lá ouviu garantias de que a data do jogo com o Bahia será mantida”, disse o diretor de comunicação celeste, Guilherme Mendes.

Por causa paralisação dos militares, iniciada na última terça-feira, a CBF teve que cancelar dois jogos que seriam realizados em Salvador, nesta quarta-feira, ambos válidos pela Copa do Brasil. O Bahia enfrentaria os mineiros do Villa Nova. O jogo foi remarcado para o dia 23, às 21h, na Arena Fonte Nova. Já o Vitória pegaria o J. Malucelli. Esse confronto ocorrerá no dia 24, às 19h30, no estádio Governador Roberto Santos.

Leia tudo sobre: cruzeiroraposabahiapmpoliciagreveestreiabrasileirofutebol