Secretaria confirma 23 mortes desde início da greve da PM na Bahia

Uma reunião que se realiza nesta manhã, na Câmara de Dirigentes Lojistas de Salvador (CDL), porém, pode decidir o fim do movimento

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Mantido o clima de insegurança na Bahia, devido à greve deflagrada pela Polícia Militar, na noite da terça-feira (15), sobe o número de mortes na capital Salvador e Região Metropolitana. Números oficiais da Secretaria de Segurança Pública confirmam a morte de 23 pessoas até o início da madrugada desta quinta-feira (17), o que pode significar um percentual maior de vítimas fatais, quando contabilizados até o amanhecer.

Uma reunião que se realiza nesta manhã, na Câmara de Dirigentes Lojistas de Salvador (CDL), porém, pode decidir o fim do movimento. Em entrevista a uma emissora de rádio local, momentos antes do início da reunião, um líderes da greve, o policial bombeiro Marco Prisco, sinalizou com essa possibilidade.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave