A voz da Massa

iG Minas Gerais |

Saudações alvinegras! Muitos amigos atleticanos, insatisfeitos com o desempenho de Ronaldinho Gaúcho, sugeriram que eu, como a voz da Massa neste espaço, cobrasse uma atitude do craque. Por coincidência essa seria a minha pauta hoje, e eu me sinto à vontade para falar, pois tanto eu quanto a Massa sempre aplaudimos com veemência a genialidade de R10. Mas, agora, infelizmente, ele precisa levar uma bronca, pois neste ano ainda não conseguiu fazer sequer uma boa partida. Má fase todo jogador tem, o que não é normal é o modo como R10 demonstra encarar essa má fase apresentando tão pouca disposição em campo que até parece estar desinteressado no time. É isso que nos incomoda tanto. Ronaldinho, cadê você? Sabemos que você joga uma barbaridade e queremos você assim, arrebentando no Galo. Nós acreditamos na sua superação. Levanta, R10!

A voz Celeste

Ontem estive na Toca da Raposa 1 e fui ver como está sendo o trabalho. Vocês sabem que gosto de acompanhar as categorias de base, porque tenho a certeza de que é o caminho para os grandes clubes não se endividarem ainda mais. Conversei com os treinadores Paulo Ricardo, do sub-20, e Hudson, do sub-17. Paulo já treinou outros grandes clubes do Brasil, mas fala que não conheceu nenhuma estrutura como a do Cruzeiro. Hudsinho fez carreira no Cruzeiro e venceu em todas as categorias pelas quais passou. Fiquei feliz em rever Careca, um dos jogadores com maior potencial que vestiu a camisa celeste. E revi Derly, treinador de goleiros que fez tantos talentos. Conversei muito tempo com o homem que modernizou a base, Marcio Rodrigues, um empresário que hoje destina grande parte do seu tempo sem remuneração ao Cruzeiro. Parabéns pelo trabalho.

Avacoelhada

Contusões, suspensões e transferências dos principais destaques durante a competição são fatores de risco em campeonato de longa duração. Reservas com qualidade a fim de serem titulares serão fundamentais para obter alto desempenho na Série B. Todo jogo é decisivo na disputa por pontos corridos. O Coelhão deve estar preparado para buscar a vitória constantemente. Embora o time americano esteja próximo da formação ideal, a composição da equipe gera mais dúvidas do que certezas. Contratados remanescentes de 2013 ainda não conquistaram a confiança de grande parte dos torcedores. Bernardo e Magrão não jogaram. Lucena desagradou. Doriva perdeu a titularidade antes de sofrer lesão no joelho. Elvis não demonstrou capacidade de decidir partidas. Willians se destacou mais pela determinação do que pela eficiência no complemento das jogadas.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave