Funvic-Taubaté brigará por títulos na próxima temporada

Parceria entre empresas e secretaria de esportes da cidade propiciará contratação de jogadores do nível de Dante, Rapha e Maurício Souza

iG Minas Gerais | DANIEL OTTONI |

ESPORTES - DO DIA - O TEMPO

Treino do time de volei japones Panasonic Panthers, que participa como convidado do Mundial de Volei em Betim. Na Foto: O jogador brasileiro Dante.

FOTO: PEDRO GONTIJO / O TEMPO
PEDRO GONTIJO / O TEMPO
ESPORTES - DO DIA - O TEMPO Treino do time de volei japones Panasonic Panthers, que participa como convidado do Mundial de Volei em Betim. Na Foto: O jogador brasileiro Dante. FOTO: PEDRO GONTIJO / O TEMPO

Após duas temporadas brigando na parte de baixo da tabela, o Funvic-Taubaté-SP montará um time de alto nível para a temporada 2014/2015 da Superliga masculina.

Os contatos com vários jogadores de alto nível foram confirmados pelo diretor do time Ricardo Navajas. "O acordo verbal já foi feito, assim como o envio dos contratos. Estamos apenas esperando o retorno destes documentos para finalizarmos o processo", destaca o dirigente.

O time passará por grande reformulação e contará com atletas como o ponta Dante, atualmente no Panasonic Panthers-JAP, o levantador Rapha e o central Maurício Souza, ex RJ Vôlei, que chegarão do Halkbank-TUR, o ponta Thiago Sens, que foi para o Al Jazeera-EAU após deixar o RJ Vôlei no meio da temporada e outros nomes como o central Alberto, do Montes Claros Vôlei, o oposto Lorena, do Moda-Maringá, o líbero Felipe, do São Bernardo e o oposto Leozão, do São Bernardo Vôlei.

O time ainda procura por um ponteiro e continuará sob o comando de Cézar Douglas.

Prefeitura tem papel fundamental

Todas as contratações que podem ser confirmadas nos próximos dias tiveram um influência direta da secretaria de esportes da cidade, que conseguiu captar bom número de patrocinadores. "Eles fizeram contato com várias empresas, que mostraram interesse em nos ajudar. São muitos os envolvidos, a maioria da região. Eles irão contribuir para sermos mais competitivos", declara Navajas.

A partir de agora, caso os acertos aconteçam, o Taubaté entrará com outro patamar, tendo reais condições de brigar muito além de uma mera classificação. A permanência do projeto pode ganhar um motivo a mais em caso de boa campanha. "Isso, na verdade, depende muito mais da administração do que de resultados. Com a consciência que temos hoje, essa continuidade do projeto fica mais fácil", analisa o diretor.