Ato contra Copa termina com depredação e 54 detidos

No caminho para o metrô, três black blocs depredaram agências do Santander e do Bradesco, um orelhão e uma lixeira na Avenida Vital Brasil; tropa de choque agiu rapidamente

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Sob chuva constante, terminou em confronto na noite desta terça-feira, 15, o 5º ato contra a Copa do Mundo, em São Paulo.

A manifestação começou pacífica, às 18h, na Avenida Paulista, na região central, mas houve confusão por volta das 21h30 perto da Estação Butantã do Metrô, na zona oeste da capital.

Segundo a Polícia Militar, 54 manifestantes foram detidos e o acesso à plataforma foi fechado.

O ato já havia chegado ao fim quando a Tropa de Choque teve de agir. No caminho para o metrô, quando a PM não acompanhava mais os manifestantes, três black blocs depredaram agências do Santander e do Bradesco, um orelhão e uma lixeira na Avenida Vital Brasil. Foi quando começou o tumulto.

Os PMs seguiram os manifestantes até a estação, onde o Choque bloqueava a entrada para prendê-los. Um ônibus foi usado para transferi-los para o Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic).

Segundo o major Genivaldo Antonio, que comandou a operação, entre os detidos havia três menores de idade e uma gestante.

Leia tudo sobre: protestomanifestaçãocopa do mundo