PF prende sete mineiros envolvidos com tráfico internacional de drogas

O esquema atuava em cinco estados brasileiros, sendo que no total foram presas 26 pessoas e apreendidos 380 kg de cocaína e 130 kg de maconha

iG Minas Gerais | JOSÉ VÍTOR CAMILO |

Algumas das drogas apreendidas traziam desenhos para demarcar a qualidade do
Polícia Federal/Divulgação
Algumas das drogas apreendidas traziam desenhos para demarcar a qualidade do "produto", como o Pica-pau ou o desenho de um escorpião (que deu origem ao nome da operação)

A Polícia Federal (PF) deflagrou nesta terça-feira (15) uma operação de combate à um esquema de tráfico internacional de drogas, com atuação em cinco estados do país, entre eles Minas Gerais. Somente no território mineiro foram presas sete pessoas ao longo da investigação, sendo que os detidos alimentavam traficantes de cocaína em Contagem, na região metropolitana de BH, e em Itaúna, na região Central do Estado.

A operação “Escorpião”, chefiada pela Delegacia da PF em Araraquara, em São Paulo, faz referência ao tipo de pasta base pura, trazida da Bolívia, que é avaliada em até R$ 2,5 mil. Segundo o delegado Alexandre Custódio Neto, que chefiou a operação, duzentos agentes federais atuaram cumprindo 43 mandados de prisão preventiva e outros 52 de busca e apreensão. “Foram cumpridos em São Paulo, Minas Gerais, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Paraná. Além disso, a Justiça também determinou o bloqueio de valores depositados em diversas contas”, afirmou o policial.

A investigação teve início em fevereiro de 2013, sendo que deste então foram presas 26 pessoas. Ainda foram apreendidos 380 kg de cocaína, 130 kg de maconha, 500 pontos de LSD, quatro armas de fogo, 28 veículos e R$ 100 mil. As drogas apreendidas ingressavam no Brasil pelas fronteiras com  Foz do Iguaçu (PR), Ponta Porã (MS), Corumbá (MS) e Cáceres (MT).

De SP para Minas

“Da fronteira essa droga ia para diversas partes do país, entre elas Ribeirão Preto e Araraquara, em São Paulo. Eram todos interligados, mas o pessoal paulista distribuía para o interior do estado e, também, para traficantes mineiros”, explicou o delegado Neto. Nesta terça, apenas um traficante mineiro foi preso em Itaúna. Outros dois homens, tidos como grandes traficantes, tinham um mandado de prisão preventiva, porém, já se encontravam presos por outros motivos.

“Ao longo da investigação nós prendemos outros quatro mineiros, que foram detidos em rodovias, enquanto transportavam as drogas até Minas Gerais”, lembrou o policial federal. O policial não soube precisar qual a quantidade de drogas apreendidas em território mineiro. Os detidos durante a operação irão responder na medida de suas participações, podendo ser enquadrados por tráfico internacional de drogas, associação para o tráfico ou por integrarem uma organização criminosa.