Rachel Sheherazade não irá mais emitir opiniões pessoais, decide SBT

Para a emissora, a ação “tem como objetivo preservar nossos apresentadores Rachel Sheherazade e Joseval Peixoto, que continuam no comando do SBT Brasil"

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

A direção do programa 'SBT Brasil' surpreendeu e anunciou, na noite de segunda-feira (14), que a jornalista Rachel Sheherazade não poderá mais emitir opinião sobre as notícias do telejornal. A decisão, segundo a nota oficial divulgada pela emissora, vale para todos os profissionais da empresa.

Segundo informações do jornal 'Folha de São Paulo', a apresentadora se reuniu cm a cúpula do SBT na tarde de segunda-feira (14) para falar sobre a decisão. Para a emissora, a ação  “tem como objetivo preservar nossos apresentadores Rachel Sheherazade e Joseval Peixoto, que continuam no comando do SBT Brasil”.

Em janeiro, a jornalista causou polêmica após dizer a frase "adote um bandido"  no "Jornal do SBT". A fala rendeu à jornalista uma representação na Justiça. A deputada Jandira Feghali (RJ) entrou com um processo contra a apresentadora na Procuradoria-Geral da República (PGR) pelo crime de apologia e incitamento ao crime, à tortura e ao linchamento, caracterizado no art. 287 do Código Penal.

A deputada solicitou a instauração de um inquérito para investigar o comentário de Rachel após decisão unânime da 2ª Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) concordar com a possibilidade de investigação criminal pelo Ministério Público.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave