Estrada recebe pintura que brilha no escuro e dispensa uso de lâmpadas

Tecnologia em fase de testes busca economia e também aumentar segurança em locais públicos; pintura contém pó que é carregado durante o dia e libera brilho verde à noite

iG Minas Gerais | Da Redação |

Simulação mostra visualização da nova tecnologia em uma estrada
Daan Roosegaarde/Divulgação
Simulação mostra visualização da nova tecnologia em uma estrada

Um trecho de uma estrada na Holanda recebeu uma pintura especial que brilha no escuro, com o objetivo de aumentar sua segurança sem gastar muita energia.

A pintura contém um pó que é carregado durante o dia e, lentamente, libera um brilho verde à noite, eliminando a necessidade de iluminação pública. Uma vez carregada, a faixa pode brilhar por até oito horas.

É a primeira vez que as "faixas que brilham" são implantadas em uma estrada - a N329 em Oss, cerca de 100 quilômetros a sudeste de Amsterdã. O artista interativo Daan Roosegaarde se associou à empresa de engenharia civil holandesa Heijmans para implantar a ideia. A tecnologia está sendo testada em um trecho de 500 metros, e o lançamento oficial é previsto para o final deste mês. "O governo está apagando a iluminação pública à noite para economizar dinheiro, a energia está se tornando muito mais importante do que poderíamos ter imaginado há 50 anos", disse Roosegaarde. "Este (projeto na) estrada é sobre segurança e com o foco em um mundo mais autossustentável e mais interativo." A Heijmans já estava trabalhando em projetos envolvendo postes de energia neutros quando o Roosegaarde se associou à empresa. Heijmans disse que a tecnologia também é "uma alternativa sustentável para lugares onde não há iluminação convencional".

Inicialmente, a equipe também tinha planos de desenvolver símbolos que apareceriam na estrada uma vez que a temperatura externa chegasse a um determinado nível. A mistura de tinta sensível à temperatura seria usada para criar símbolos gigantes em formas de flocos de neve na pista para alertar os usuários de que a pista da estrada poderia estar congelada. O trecho atual da estrada em Oss não inclui esta tecnologia sensível à temperatura. O projeto ainda está em testes e espera-se que possa ser expandido internacionalmente  neste ano. A imprensa holandesa informou que a Heijmans está interessada em usar a tinta em outras estradas, mas que nenhum contrato havia sido negociado.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave