Agentes de Saúde podem entrar em greve na capital

Eles realizam uma assembleia geral nesta terça-feira na qual decidirão ou não pela greve; categoria pleiteia por benefícios que não são pagos desde 2011

iG Minas Gerais | JULIANA BAETA |

As atividades dos Agentes Comunitários de Saúde, Agentes de Combate às Endemias - como leishmaniose e dengue -, e Agentes Sanitários da Prefeitura de Belo Horizonte estarão paralisadas nesta terça-feira (15). A categoria está em assembleia geral na praça Afonso Arinos, na região Central da capital, e pode ou não decidir pela greve.

De acordo com o presidente do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Belo Horizonte (Sindibel), Israel Arimar, o motivo da paralisação é o não cumprimento das promessas da prefeitura em relação aos agentes. “Eles têm direito às Bonificações para Cumprimento de Metas, Resultados e Indicadores (BCMRI) que é paga anualmente, no entanto, não receberam as de 2011 e 2012 e a grande maioria também não recebeu a de 2013, que deveria ter sido paga no início do ano de acordo com o acordo que fizemos com a Secretaria de Saúde” ,disse Arimar.

Ainda de acordo com ele, os atrasados de 2011 e 2012 deveriam ter sido pagos em maio do ano passado, e os de 2013 em junho. “Muita gente fez dívidas contando com esse dinheiro. A falta da gratificação atinge cerca de três mil trabalhadores na cidade”, finalizou o presidente do Sindibel.

Há a possibilidade de uma greve na categoria se não houver uma negociação por parte da prefeitura. 

A reportagem entrou em contato com a Secretaria Municipal de Saúde, que ficou de dar uma resposta ainda nesta terça sobre as gratificações que não foram pagas.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave