Gaúcho é questionado pela torcida após atuações ruins

Setor ofensivo do Galo, tão forte em 2013, não tem correspondido nesta temporada

iG Minas Gerais | Thiago Prata |

Sem moral. 
Entre os jogadores de frente do Atlético, Ronaldinho Gaúcho é um dos mais questionados pela torcida alvinegra neste ano
UARLEN VALERIO / O TEMPO
Sem moral. Entre os jogadores de frente do Atlético, Ronaldinho Gaúcho é um dos mais questionados pela torcida alvinegra neste ano

Não adianta ficar 17 partidas seguidas sem perder se o time não passa confiança à torcida e não converte tal período de invencibilidade em título. Esse é o Atlético de Paulo Autuori. Apesar do longo hiato sem derrota – a última se deu no dia 8 de fevereiro, para o Tupi –, a equipe ainda não convenceu a Massa e falhou em sua primeira decisão, contra o Cruzeiro, pelo Mineiro. Boa parte desse cenário foi criado pelo setor ofensivo alvinegro, que está em baixa na temporada. Ronaldinho é o reflexo do momento fraco vivido pelo ataque.

O que já era claro, ficou ainda mais evidente graças à repercussão do clássico nas redes sociais. Nessa segunda, vários torcedores alvinegros criticaram R10 por meio de comentários no perfil oficial do jogador no Twitter.

Depois de postar uma mensagem de uma campanha publicitária, utilizando a expressão “não adianta ficar só na promessa”, Ronaldinho foi bombardeado com mensagens de adeptos do Galo exigindo uma melhora de rendimento do atleta. Uma delas dizia “não vai estrear no meu Galo esse ano? Já passou da hora”.

Outro comentário, ainda mais crítico, colocava em xeque o empenho de R10 nos treinamentos. “Vá treinar, deixa o Twitter”, escreveu um internauta.

Outra mensagem de torcedor sugeriu que Ronaldinho deixasse o clube. “Acho que já deu no Galo, né irmão. Obrigado por tudo, mas hoje a vaga no time é do Guilherme”. Esse comentário ilustra uma realidade do setor ofensivo alvinegro, de que Guilherme vem sendo mais importante ao time do que Ronaldinho, Diego Tardelli e Fernandinho juntos na temporada.

Em 2014, Guilherme participou ativamente de sete gols do Atlético – foram cinco gols marcados e duas assistências. Um desempenho muito acima do que tiveram os companheiros de frente, com exceção de Jô, artilheiro do time no ano, com oito gols, e autor de uma assistência.

Já a realidade de R10 é outra. Por enquanto, ele computa um gol e duas assistências na temporada. Tardelli também não passa por uma boa fase: balançou as redes apenas duas vezes e deu apenas um passe para gol. O pior dos homens de frente, em todos os aspectos, é Fernandinho, que passou em branco em 2014. Nenhum desses três jogadores foi encontrado para dar explicações sobre a má fase.  

 

Incentivo

Ainda com crédito. Se, por um lado, muitos torcedores enviaram mensagens criticando as atuações de Ronaldinho Gaúcho, por outro, alguns aficionados enviaram mensagens de apoio ao jogador.

Mensagens de apoio. “Contamos com você (R10) para a sequência da Libertadores” e “confiamos em você, mestre” eram algumas frases enviadas a R10 por torcedores atleticanos, via Twitter.

Velocistas

Correndo por fora. Alguns atacantes reservas do Atlético vêm tendo desempenho melhor que muitos titulares neste ano. São os casos de Berola e Marion, cada um deles com três gols e três assistências.

Aguardado em BH, Anelka visita o Oriente Médio

Enquanto é aguardado ansiosamente pela torcida atleticana, o atacante Anelka visita o Oriente Médio. Segundo o site Goalna.com, o atleta está no Kuwait, onde participa da Quarta Conferência da Juventude. O francês foi convidado para o evento há alguns meses, e outros portais do país também noticiam o fato. A assessoria de imprensa alvinegra afirmou que não tem informações sobre a chegada de Anelka a Minas Gerais. O diretor de futebol já disse, anteriormente, que não vai comentar sobre o avante enquanto ele não desembarcar no Brasil. O atacante Anelka foi confirmado pelo presidente do clube, Alexandre Kalil, como reforço do Atlético para 2014. Mas o agente do jogador, Doug Pingsi, desmente que o atleta já tenha acertado com o Galo.(Da redação)

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave