“Existem muitos casos de tráfico de crianças em Belo Horizonte”

Iara França Camargos delegada da DEPCA

iG Minas Gerais | Luciene Câmara |

A suposta tentativa de rapto de uma criança no shopping foi um caso isolado ou é mais comum do que se pensa?

É comum, sim. Não tenho números agora, mas sempre temos casos de rapto de crianças para, por exemplo, o tráfico. Em alguns, elas são até mandadas para fora do país.

Onde mais ocorre esse crime?

Temos situações em que o agressor busca a vítima na escola. A pessoa que está traficando vai sempre aos locais onde há circulação de crianças e fica esperando uma oportunidade. Ela aproveita o momento de distração do responsável pelo menor para agir.

Quem são as vítimas mais comuns?

Esse tipo de crime acontece até com as crianças com mais idade e adolescentes, que se deixam levar por conversas na internet.

Quem mais pratica esse tipo de crime?

São pessoas de boa aparência e que passam desapercebidas. Em muitos casos, são senhoras que poderiam se passar por avós e pegam o menino para brincar. A criança muito novinha está acostumada a achar que aquele tipo de pessoa é avó. 

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave