Avacoelhada

iG Minas Gerais |

Thiago Santos, de 24 anos, é o sexto contratado pelo América para disputar a Série B. Volante de pegada, estilo Dudu Pit Bull, o jogador se destaca na marcação e também na qualidade da saída de bola, segundo Adilson Heleno do Betim. Embora Flávio Lopes e Moacir Júnior busquem um meia-esquerda agudo e um atacante de velocidade, ainda assim, existe a necessidade de contratar um zagueiro qualificado, em condições de disputar a titularidade e não só compor o grupo. Renato Santos e Vitor Hugo vão precisar recuperar o condicionamento físico ideal a fim de disputar um longo campeonato de alto nível competitivo. Ambos não participaram do jogo-treino contra o Villa Nova. Aliás, Vitor Hugo, que não participou do Mineiro, está completamente sem ritmo de jogo. Leandro Guerreiro, improvisado, André e Lula são as principais opções de zagueiros.

A voz da Massa

Saudações alvinegras! Estava eu aqui, pensando: até que ponto vale a pena comemorar um título sabendo que ele foi entregue, digamos, na mão grande? Isso, certamente, nós atleticanos não saberíamos responder, pois todos os nossos títulos foram conquistados na raça, sem qualquer empurrãozinho camarada. Que vergonha deslavada foi aquele clássico de domingo: o árbitro marca pênalti, claro, a nosso favor, e o bandeirinha, um tal Fábio Pereira, marca um impedimento absurdo na jogada, anula a marcação do árbitro e tira do Galo a possibilidade do gol que resultaria no título. Vergonha! Kalil expressou o sentimento de toda a Massa ao entrar em campo e disparar: “Gangue de vagabundos!”. Ganhar assim é mais humilhante do que perder. E esse Fábio Pereira, despreparado ou desonesto, pode procurar outra coisa pra fazer na vida, porque bandeirar não é pra ele.

A voz  Celeste

O lado escuro da lagoa sempre tenta mudar o foco. Com uma campanha irretocável, sempre à frente na tabela, levamos a vantagem para os dois jogos finais, e isso fez a diferença. O Cruzeiro foi superior o tempo todo – por detalhes, não fez dois ou três gols, e o placar ficou mesmo 0 a 0. O elenco não teve tempo nem para comemorar o título: seguiu para uma churrascaria, e, ontem mesmo, os atletas treinaram na Toca visando o jogo de amanhã, pela Taça Libertadores da América, contra o Cerro Portenho. Mas com uma estratégia diferente da do ano passado, Marcelo Oliveira conseguiu anular o nosso adversário, e o choro é livre. No domingo, fizemos barba, cabelo e bigode. E, pela manhã, o melhor time de vôlei do mundo, Sada Cruzeiro, arrasou o Sesi e conquistou a Superliga. Um domingo histórico, que vai ficar marcado na memória de todos os cruzeirenses. Parabéns, Sada Cruzeiro, e parabéns a todos do futebol.

 

 

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave