Justiça faz Palmeiras pagar por Wesley com cota de TV

Verdão tentava receber R$ 54 milhões de um fundo, como uma espécie de empréstimo, mas garantia era exatamente o dinheiro da Televisão

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

Meio-campista quer conquistar títulos com a camisa do Palmeiras
Site oficial/Divulgação
Meio-campista quer conquistar títulos com a camisa do Palmeiras

A Justiça determinou que o Palmeiras use a cota de TV da Globo para pagar Antenor Angeloni, fiador da negociação envolvendo a contratação de Wesley pelo clube. Com a decisão, o empresário - que também é presidente do Criciúma - tem de receber R$ 21 milhões do time alviverde.

O valor tem sido depositado mensalmente em juízo e duas parcelas destinadas ao Palmeiras foram pagas a esta conta, de aproximadamente R$ 1,5 milhão cada.

Na negociação, que aconteceu em 2012, o Palmeiras teria que pagar para Angeloni R$ 14 milhões em três parcelas. Nenhuma delas foi paga. O total atual chega a R$ 21 milhões por causa de juros, operação bancária e uma taxa de administração cobrada pela empresa que organizou a "vaquinha" frustrada para contratar o jogador.

O Palmeiras tentava receber R$ 54 milhões de um fundo, como uma espécie de empréstimo. Mas como a garantia bancária era exatamente a cota de TV, o clube não conseguiu pegar o dinheiro.

Angeloni está disposto a negociar com o clube, mas quer ter a certeza que o acordo será honrado. Wesley tem contrato até fevereiro do ano que vem e a partir de agosto desse ano já pode assinar um pré-contrato com outra agremiação e deixar o time paulista de graça.

Leia tudo sobre: futebol nacionalpalmeirasverdãowesleytransmissãocotatv