Atentados a bomba matam pelo menos 71 pessoas na Nigéria

As explosões aconteceram por volta das 6h45 (2h45 no horário de Brasília), quando os passageiros esperavam para embarcar em 12 veículos estacionado

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Dois atentados a bomba mataram nesta segunda-feira (14) pelo menos 71 pessoas e deixaram 124 feridas em um terminal rodoviário perto da capital da Nigéria, Abuja. As informações foram dadas pelo porta-voz da polícia local, Frank Mba. “Os feridos receberam assistência nos hospitais em Abuja e nos arredores", relatou.

As explosões aconteceram por volta das 6h45 (2h45 no horário de Brasília), quando os passageiros esperavam para embarcar em 12 veículos estacionados no terminal de Abuja. Devido à força dos artefatos, houve muita confusão, com corpos mutilados espalhados pelo chão. Os bombeiros e equipes de resgate trabalharam durante a manhã para apagar o incêndio gerado pela detonação da bomba e para retirar os corpos do local.

Nenhum grupo reivindicou a autoria dos ataques até agora, mas as autoridades nigerianas suspeitam da milícia radical islâmica Boko Haram, a mesma que, há pouco mais de uma semana, causou a morte de 98 pessoas em três ataques no Norte do país. Desde 2009, quando seu líder, Mohamed Yusuf, foi morto pela polícia, estima-se que o grupo já tenha causado mais de 3 mil mortes. Somente em 2014, as autoridades calculam que 250 mil famílias fugiram de suas casas, no Noroeste da Nigéria, e 700 pessoas morreram nos ataques terroristas.

Em 2011, o Boko Haram fez um dos seus ataques mais violentos, explodindo um carro no edifício da Organização das Nações Unidas (ONU) em Abuja, matando pelo menos 26 pessoas. A Nigéria, recentemente reconhecida como a maior economia da África, tem 170 milhões de habitantes, divididos em aproximadamente 200 grupos tribais, o que gera muitas tensões políticas, socioeconômicas, religiosas e territoriais.  

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave