Sem estrutura e com esperança

Maior parte dos moradores espera que fábrica garanta emprego e vida melhor para a família

iG Minas Gerais | Johnatan Castro |

Promessa. Expectativa é de que o bairro cresça, mas área ainda é carente, segundo comerciante Gomes
PEDRO GONTIJO / O TEMPO
Promessa. Expectativa é de que o bairro cresça, mas área ainda é carente, segundo comerciante Gomes

No bairro Água Limpa, que se formou no entorno da nova fábrica da Coca-Cola, às margens da BR–040, em Itabirito, na região Central de Minas, não existe asfalto ou água tratada. Energia elétrica, na maioria das vezes, só fazendo ligações clandestinas – o popular “gato”. Não há escolas, posto de saúde, e as linhas de ônibus atendem a região de forma precária. Apesar de muitos acreditarem que o progresso chegará junto com a produção de refrigerantes, o futuro é incerto.  

A cada dia o número de loteamentos irregulares aumenta e já existem relatos de crescimento na criminalidade. Segundo moradores, nos últimos cinco anos, a região não recebeu qualquer investimento por parte do poder público para melhorias.

“Quando eu mudei para cá, não tinha nada. Agora, tem vários vizinhos”, contou a dona de casa Maria José Ferreira, 59, que mora numa casa inacabada, com sete filhos. Há um ano e meio, ela pagou R$ 10 mil por um terreno sem documentação. Atualmente, ela usa a água de um poço artesiano e energia elétrica clandestina.

Integrante da Associação de Moradores Balneário e dono de um bar no local, Sebastião Gomes, 60, explica que toda semana várias famílias se mudam para a região. Por todo o bairro é possível ver casas em construção, a maioria delas bem pequenas. “A tendência desse bairro é só crescer. Mas todo mundo ainda depende da estrutura do bairro Jardim Canadá”, disse.

Para chegar ao bairro com centro comercial, distante cerca de 18 km, é preciso pegar um ônibus que passa em dois horários na parte da manhã, às 6h40 e às 11h30. O retorno é feito somente no fim da tarde.

A dona de casa Eva Ferreira da Silva, 19, tem duas filhas pequenas e precisa ir até a BR–040 para pegar um ônibus. Ela costuma atravessar a estrada levando as duas crianças. Mesmo com as dificuldades, ela se apega à esperança de emprego. “Tem muita gente que fala que vai dar emprego. E eu e meu marido estamos esperando. Tomara que aconteça”. Loteamentos. Um terreno no bairro Água Limpa custa hoje entre R$ 25 mil e R$ 60 mil, dependendo do tamanho e da localização. Membro da associação de moradores do bairro, Gomes revela uma situação que já é comum na área é a de terrenos serem invadidos e divididos por interessados apenas na revenda da área.

Saiba mais

Investimentos. A Prefeitura de Itabirito informou que a infraestrutura do bairro será feita por meio de Parceria Público-Privada, e que está implementando nova regulação de ocupação de solo.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave