Ataque do Atlético lamenta falta de chances no clássico

O time chegou com perigo em outros lances, como cruzamentos para a área e lançamentos em profundidade

iG Minas Gerais | PEDRO GROSSI |

ESPORTES. BELO HORIZONTE, MG. FINAL -CAMPEONATO MINEIRO 2014
Jogo valido pela final do campeonato Mineiro 2014 entre CRUZEIRO x ATLETICO.
Na foto , Jo

FOTO: JOAO GODINHO / O TEMPO / 13.04.2014
FOTO: JOAO GODINHO / O TEMPO / 1
ESPORTES. BELO HORIZONTE, MG. FINAL -CAMPEONATO MINEIRO 2014 Jogo valido pela final do campeonato Mineiro 2014 entre CRUZEIRO x ATLETICO. Na foto , Jo FOTO: JOAO GODINHO / O TEMPO / 13.04.2014

Se a defesa atleticana cumpriu a missão de não levar gols do rival, o mesmo desempenho não pode ser atribuído ao ataque. Sem conseguir furar a defesa cruzeirense nos dois jogos da final, os jogadores atleticanos lamentaram o placar e reclamaram de um pênalti que teria sido sofrido pelo artilheiro Jô. "Teve uma bola perigosa no fim. E, no meu modo de ver, o cara (o zagueiro do Cruzeiro, Dedé) estava atrás e não tinha como dar impedimento. Isso atrapalha um trabalho, mas agora é erguer a cabeça". No lance polêmico, o árbtitro Leandro Vuaden chegou a assinalar o pênalti, mas o bandeira já havia marcado impedimento.

Embora o lance pudesse mudar a história do jogo, se marcado, o pênalti seria o primeiro chute do Atlético contra o goleiro Fábio. O time chegou com perigo em outros lances, como cruzamentos para a área e lançamentos em profundidade, mas, sem finalizar para a meta cruzeirense.

Depois do revés, a ordem agora é reerguer a cabeça e se preparar para as oitavas de final da Libertadores. "Temos de erguer a cabeça e seguir em frente, porque temos a Libertadores pela frente. Faltou paciência e agora temos que trabalhar para voltar a fazer bons jogos. O time lutou e correu atrás do gol, mas faltou paciência para fazer o gol e conquistar o título", disse o atacante na saída do gramado.

 

Leia tudo sobre: GaloAtléticofutebolclássicoJo