Herói do Fla, Márcio Araújo festeja 'fim de angústia'

Sem ser utilizado pelo Palmeiras, Márcio Araújo chegou ao Flamengo desacreditado e em menos de dois meses acabou se tornando o herói do 33º título carioca do time rubro-negro.

iG Minas Gerais | Agência Estado |

 “Passei meses de angústia em casa parado. E agora tive essa grande oportunidade”, disse após marcar o gol do título, no empate por 1 a 1 com o Vasco, no Maracanã.

Sua escalação foi uma aposta do treinador Jayme de Almeida para a decisão contra o Vasco. E, quando os torcedores vascaínos já comemoravam a vitória por 1 a 0, resultado que levaria a taça para São Januário, aos 45 do segundo tempo, Márcio Araújo fez o gol que igualou o placar. O Flamengo veio para a final com a vantagem de jogar por dois empates, por ter feito a melhor campanha da primeira fase do campeonato. No domingo passado, os dois times também deixaram o Maracanã com o placar de 1 a 1.

Após o apito final, ainda dentro de campo, o jogador comemorou o seu primeiro título pelo Flamengo. “Só o Flamengo para dar tanta alegria assim. O gol saiu logo em um momento em que a torcida adversária já estava comemorando.”

Nas duas partidas da final contra o Vasco, Jayme de Almeida preferiu escalar Márcio Araújo entre os titulares, e deixou Muralha, que até então era o dono da posição, inclusive na Libertadores, no banco de reservas. E, no fim, a opção deu certo.

Em 2013, Márcio Araújo participou de 35 das 38 partidas que deram o acesso do Palmeiras de volta à Série A do Brasileiro, mas em 2014 o jogador não atuou sequer uma vez pelo clube paulista. Foi negociado para o Flamengo em fevereiro.

Contratado com a responsabilidade de atuar na mesma posição de Elias, líder do time que conquistou a Copa do Brasil de 2013 pelo Flamengo, Márcio logo em sua primeira competição pelo novo clube conseguiu ser marcante. Nas nove partidas que fez pelo

Flamengo, só marcou um gol. Justamente o do título do Campeonato Carioca.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave