Marcelo Oliveira parabeniza esforço dos envolvidos na conquista

Treinador voltou a exaltar o ambiente na Toca da Raposa II e a união do elenco estrelado, que culminou em mais um título

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Esportes -  Belo Horizonte, Mg. Final do Campeonato Mineiro. Atletico-MG X Cruzeiro. Jogo de volta da final do Campeonato Mineiro, no estadio Mineirao. Fotos: Leo Fontes  / O Tempo - 13.4.14
LEO FONTES / O TEMPO
Esportes - Belo Horizonte, Mg. Final do Campeonato Mineiro. Atletico-MG X Cruzeiro. Jogo de volta da final do Campeonato Mineiro, no estadio Mineirao. Fotos: Leo Fontes / O Tempo - 13.4.14

O futebol técnico do Cruzeiro que encantou o país no Brasileirão do ano passado está mais vivo do que nunca. E a evolução se mostrou latente nas cinco últimas partidas do time na temporada. Foi o que destacou o treinador campeão mineiro de 2014. Para Marcelo Oliveira, vários fatores foram cruciais para a conquista do Estadual deste ano. “Não tem um fator único, um fator determinante por essa conquista. Não é um jogador, técnico, diretoria e tradição. É tudo junto. O ambiente é bom e unido, por mais que alguém diga que haja alguma coisa errada”, declarou o comandante celeste. “Esses cinco jogos mostraram que estamos no caminho certo. Houve um encaixe. Tínhamos o regulamento a nosso favor, mas jogamos e conseguimos marcar o Atlético. Até porque se não marca Tardelli, Ronaldinho e Fernandinho, ficaria difícil”, completou. Os elogios de Marcelo ao setor defensivo celeste não pararam por aí. “É muito importante ter uma linha de quatro bem montada. Tivemos dois volantes que são habilidosos, saindo para o jogo e que marcam também. É importante a defesa estar bem montada para o time poder atacar sempre”, destacou. O técnico da Raposa só lamentou a falha de Everton Ribeiro para concluir uma jogada na qual o armador tentou encobrir Victor, no primeiro tempo. Isso porque, para Marcelo, o meia merecia merecia balançar as redes para coroar a atuação que teve neste domingo. “Ele (Everton Ribeiro) foi muito bem, muito habilidoso, sofreu muita faltas. Faltou o gol para coroar a atuação. Todos estão de parabéns pelo esforço”, afirmou.

Leia tudo sobre: cruzeiroraposamarcelo oliveiratecnicotitulocampeaomineiro