Campeões da Superliga dão a volta olímpica no Mineirão

Jogadores da equipe celeste de vôlei foram ovacionados pela China Azul, que lotou o Gigante da Pampulha para a final do Mineiro

iG Minas Gerais | Thiago Nogueira |

Poucas horas depois de levantar a taça de campeão da Superliga masculina, no Mineirinho, o Sada Cruzeiro foi ovacionado pela torcida celeste no Mineirão. Jogadores e comissão técnica deram uma volta olímpica no estádio apresentando o troféu – carregado pelo capitão William – a maioria cruzeirense na partida decisiva do Campeonato Mineiro.

Os atletas de vôlei pareciam meninos que pela primeira vez entravam em um campo de futebol. “Muito bom, é o reconhecimento pelo trabalho. Foi como criança, uma coisa memorável”, ressaltou o técnico Marcelo Mendez.

No túnel de entrada, os mascotinhos do Cruzeiro que aguardavam para entrar com os jogadores do futebol também tietaram os atletas do vôlei. Wallace era um dos mais queridos. Durante a volta olímpica, o atletas do Sada Cruzeiro tiveram que passar obrigatoriamente pela torcida do Atlético.

No clima da descontração, vários atletas levantaram as mãos formando um seis com os dedos, uma referência a goleada cruzeirense de 6 a 1, em 2011, pelo Campeonato Brasileiro.

“Ele legal para caramba, o grito da torcida é de arrepiar. Fico feliz em poder participar dessa equipe. É brincadeira, só para dar uma descontraída”, reforçou o oposto Wallace.

Antes de entrarem no gramado, os jogadores do Sada receberam o troféu Globo Minas, reconhecimento pelos recentes conquistas do Mundial de Clubes, Sulamericano, Mineiro, Copa do Brasil e da fresquinha Superliga.

O dia foi realmente corrido para o Sada Cruzeiro. Depois da partida decisiva, os jogadores almoçaram no próprio Mineirinho, em um banquete especialmente preparado para os campeões. Para chegarem ao Mineirão eles utilizaram a recente passarela construída entre o ginásio e o estádio.

Após a volta olímpica, os jogadores foram assistir à partida em um camarote acompanho por familiares.

Leia tudo sobre: cruzeirosadavoleisuperligacampeaotitulovolta olimpicatorcida