Aécio e Campos criam bases em SP

Candidatos à Presidência da República estabelecem escritórios e residências na capital paulista

iG Minas Gerais |

O ex-governador Eduardo Campos vai ter uma casa em São Paulo
Estadão -21.11.2013
O ex-governador Eduardo Campos vai ter uma casa em São Paulo

São Paulo. Enquanto a presidente Dilma Rousseff começa a estruturar em Brasília o quartel-general de sua campanha à reeleição, seus dois principais adversários, o senador mineiro Aécio Neves (PSDB) e o ex-governador pernambucano Eduardo Campos (PSB), decidiram transformar a cidade de São Paulo na capital brasileira da oposição.

Para se aproximar do principal colégio eleitoral do país, o pré-candidato do PSB se mudará para a capital paulista na quarta-feira, quando passará a morar em um flat de três quartos localizado em Moema, bairro nobre da zona Sul da cidade. A escolha, porém, se deu por motivos estratégicos: o local fica próximo do Aeroporto de Congonhas. Já a família do ex-governador deve permanecer no Recife. A região também servirá de exílio temporário para todos os integrantes da cúpula da campanha. Assessores, marqueteiros, aliados e operadores políticos se espalharão por hotéis e flats de Moema até outubro. A produtora que cuidará dos vídeos para a propaganda eleitoral de Campos também vai se instalar pelas redondezas para facilitar a vida do candidato. O local que abrigará o comitê central da campanha ainda não foi definido, mas o ex-governador já conta com um gabinete de trabalho esperando por ele na sede estadual do PSB.

Na primeira eleição presidencial desde a fundação do PSDB que não conta com um candidato nascido ou radicado em São Paulo, o mineiro Aécio Neves optou por instalar na capital paulista o coração de sua campanha ao Planalto. Mas, ao contrário de Campos, ele optou por continuar morando no Rio de Janeiro para acompanhar, na medida do possível, a gravidez de sua mulher, que está esperando gêmeos com nascimento previsto para agosto. A casa provisória do senador em São Paulo será um hotel de luxo na Alameda Santos. Dois graduados tucanos paulistas foram encarregados de escolher o local que abrigará a sede da campanha presidencial: o deputado Duarte Nogueira, presidente do PSDB paulista, e o senador Aloysio Nunes Ferreira, o mais cotado para assumir a coordenação geral do processo. Depois de visitarem vários imóveis, eles enfim encontraram o lugar ideal. Os contratos ainda não foram assinados, mas a ideia é locar dois espaços contíguos. Uma das casas, a maior, deve funcionar como um núcleo operacional e de atividades políticas. “A ideia é criar um ponto de encontro e de mobilização”, explica Nunes.

A presidente Dilma Rousseff não tem residência na capital paulista.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave