Naturalmente sensual

Em “O Caçador”, Cleo Pires equaliza personagem provocante, dramática e cenas quentes

iG Minas Gerais | luana borges tv press |

Investimento. Cleo Pires também quer investir na carreira de produtora de cinema e TV, atuando atrás das câmeras
Luiza Dantas/CZN
Investimento. Cleo Pires também quer investir na carreira de produtora de cinema e TV, atuando atrás das câmeras

Cleo Pires é dona de uma sensualidade natural. E a atriz sabe bem como explorar essa característica a seu favor. Talvez por isso todas as suas personagens carreguem esse sex appeal – em menor ou maior intensidade. Na pele de Kátia, na série “O Caçador”, ela tem a chance de extravasar ainda mais esse lado. Afinal, além de estar no ar em uma produção exibida a partir das 23h e direcionada para o público adulto, Cleo protagoniza várias sequências de nudez. O que enxerga como algo quase corriqueiro. “Para mim, é tranquilo. Acho uma cena sexy bem feita bonita. Sou a favor”, simplifica.

Mas a personagem exige mais que esse tipo de desprendimento de Cleo. Principalmente por Kátia ser bipolar. Por isso, a atriz se preocupou em compreender bem as características psicológicas do papel para interpretá-lo. “Kátia é permeada por drama o tempo inteiro, cada segundo. Não são nem coisas que estão ali no texto, mas coisas que eu senti”, filosofa. Chega a ser uma espécie de terapia para Cleo encarnar um tipo mais obscuro e destrutivo como a atual personagem. “É muito satisfatório, quando se é ator, poder trabalhar essas emoções interpretando um papel”, avalia.

O fato de Kátia ser apaixonada por dois irmãos, aliás, contribui muito para a densidade das cenas. Na trama, a moça é casada com Alexandre, interpretado por Alejandro Claveaux. Mas também se envolve com André, protagonista de Cauã Reymond. Para viver as duas situações, Cleo buscou diferenciar cada relacionamento da personagem. “Para mim, a relação com Alexandre diz respeito à realidade, com todos os seus desafios e frustrações. E, com André, é como se fosse a fantasia, onde tudo pode dar certo”, compara ela, que é prática ao defender o desfecho que julga ideal para Kátia. “Torço para que ela fique com os dois, mas essa sou eu”, decreta, deixando escapar um sorriso.

Para representar melhor a fragilidade inerente à personagem, Cleo decidiu emagrecer. Mas confessa não ter atingido o resultado pretendido. “Queria ter emagrecido mais porque, na minha cabeça, ela não comia direito. Achei que eu era mais disciplinada, mas não sou”, admite a atriz, apesar de, pouco a pouco, ter conseguido incluir uma atividade física em sua rotina. Mas, por conta do curto intervalo de tempo que teve entre definir sua participação em “O Caçador” e começar a gravar suas sequências, ela precisou otimizar sua preparação. “Acho que consegui imprimir essa fragilidade através da atuação”, acredita.

Com quase uma década de carreira e seis novelas no currículo, Cleo sentiu a necessidade de ampliar sua área de atuação. E viu no posto de produtora do filme “B.O. – Boletim de Ocorrência”, em que também interpreta uma policial, a oportunidade ideal para isso. Seu objetivo é experimentar esse universo por trás das câmeras para saber se realmente se identifica com ele. “Estou aprendendo a captar. Às vezes, acho que, como ator, você fica muito à deriva e não gosto dessa sensação. Eu que me meti nisso, acho que é uma atitude proativa”, justifica.

Perfil Nome completo:

Cleo Pires Ayrosa Galvão

Data de nascimento:

2 de outubro de 1982

Local de nascimento:

Rio de Janeiro (RJ)

Signo: Libra

Últimos papéis na TV: Bianca de “Salve Jorge” (2012), Estrela Rangel de “Araguaia” (2010), Surya Ananda de “Caminho das Índias” (2009)

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave