Morumbi deveria ser dinamitado, diz vice-presidente do Corinthians

Luis Paulo Rosenberg respondeu as críticas que Carlos Miguel Aidar, candidato à presidência do São Paulo, fez ao Itaquerão

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

Entre outros detalhes, projeto de Juvenal Juvêncio planeja construir uma cobertura no Morumbi
Rubens Chiri/São Paulo
Entre outros detalhes, projeto de Juvenal Juvêncio planeja construir uma cobertura no Morumbi

Vice-presidente do Corinthians, Luis Paulo Rosenberg respondeu as críticas que Carlos Miguel Aidar, candidato à presidência do São Paulo, fez ao Itaquerão e não poupou o estádio do rival.

"Até quem é pobre de espírito tem direito de visitar um grande estádio, não aquele negócio antiquado, que precisa ser dinamitado e reconstruído. É uma postura elitista e arrogante, mas não deveria surpreender ninguém", afirmou em entrevista à Rádio Globo.

Aidar criticou a distância do estádio, palco da abertura da Copa do Mundo, e também citou a grande participação que a construtora Odebrecht possui no empreendimento.

"A dor de cotovelo de dizer que um imóvel hipotecado não pertence ao dono é ridícula", disse Rosenberg, apontando que a arena será integralmente do clube quando todos os pagamento