Homem tortura, agride e mantém ex-namorada refém

Inconformado com o fim do relacionamento, ele ameaçou a menor com uma faca; agressor espancou a avó da adolescente, que ficou com o rosto deformado

iG Minas Gerais | Lisley Alvarenga |

Agressor possui um mandado de prisão por roubo
João Lêus
Agressor possui um mandado de prisão por roubo

Um homem foragido da Justiça foi preso ontem após torturar, agredir e manter como refém a ex-namorada de 17 anos, em Betim, na região metropolitana de Belo Horizonte. Inconformado com o fim do relacionamento, o agressor também espancou a avó da menor por ela não concordar com o namoro do casal.

Segundo o cabo Marcelo, da 268ª Companhia do 33º Batalhão da Polícia Militar da cidade, Junnyskleidson da Penha Lima, de 22 anos, tinha acabado de chegar de Brasília, onde possui um mandado de prisão por roubo. Logo em seguida, ele se dirigiu para a casa da avó da adolescente, na rua Nações Unidas, no bairro Alto Boa Vista.

“Ele pulou o muro da residência e se deparou com a avó da menor, varrendo o quintal. Sem ela fazer nada, ele começou a espancá-la e, depois, subiu para o segundo andar da casa. Lá, o suspeito ameaçou a adolescente de morte com uma faca, a agrediu fisicamente, arrancou duas unhas dela com um alicate e a manteve em cárcere privado”, explicou o policial.

A avó da adolescente, que teve o rosto deformado pelas agressões do suspeito, conseguiu fugir e pediu a ajuda de vizinhos, que chamaram a polícia. “Conseguimos entrar na casa e, quando chegamos no quarto, o suspeito estava segurando a menor e a ameaçando com uma faca. Após uma negociação, ele resolveu se entregar”, explicou o cabo.

Segundo a avó da adolescente, na segunda, dia 7, Junnyskleidson e a neta teriam discutido e o suspeito teria enforcado e cortado a mão da menor com uma faca. “Depois disso, ele fugiu. Descobrimos que ele tinha ido para Brasília, onde ele é jurado de morte. A mãe dela e eu não aprovávamos o namoro deles. Minha neta também não queria ficar mais com ele, mas ele não aceitava. O problema é que fomos pegas de surpresa. Espero que, agora, ele apodreça na cadeia”, disse.

As vítimas foram levadas para uma unidade de saúde de Betim, onde foram medicadas. O suspeito foi levado para a Delegacia de Plantão e, depois, será encaminhado para o Ceresp Betim.

Brasília

Segundo o cabo Marcelo, Junnyskleidson Lima e a ex-namorada teriam cometido 16 assaltos a hotéis em Brasília. “Ele afirmou que na cidade eles são conhecidos com ‘Bonnie e Clyde’”, revelou o militar.

A menor confessou que participava dos assaltos, porém, ela disse que fazia isso porque era ameaçada pelo ex-namorado. “Ele dizia que ia matar se eu não o acompanhasse. Mas eu não fazia nada. Há oito meses estamos juntos, mas, há quatro ele começou a ficar agressivo. Já tentei terminar várias vezes, mas ele não aceita. Não gosto dele mais. Espero que ele fique na cadeia”, desabafou.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave